close
logorovivo2

Justiça solta presos de cadeia superlotada e moradores entram em pânico

Justiça solta presos de cadeia superlotada e moradores entram em pânico

DA REDAÇÃO

19 de Outubro de 2013 às 09:11

Justiça solta presos de cadeia superlotada e moradores entram em pânico

FOTO: (Divulgação)

De acordo com o Ministério Público, só nos últimos 15 dias, 40 criminosos foram soltos por decisão judicial em Planaltina de Goiás, região do Entorno do DF. 

Os acusados, liberados da cadeia pública da cidade, foram presos há menos de um mês. A maioria responde pelos crimes de latrocínio, que é o roubo seguido de morte; formação de quadrilha; homicídio; e corrupção de menores.   O juiz da vara criminal alegou que a cadeia não tem condições de receber mais detentos. A promotora Michele Martins Moura decidiu recorrer de oito decisões. 

 — Nós não tínhamos essa expectativa de que todas essas pessoas fossem ser soltas, que as prisões fossem revogadas ou relaxadas como foram, numa cidade onde a criminalidade é tão alta. 

 Segundo ela, a decisão do juiz tem causado sérios problemas. 

 — Há toda uma comoção da sociedade e as pessoas têm procurado o Ministério Público para reclamar que têm andado pela rua e encontrado com aquelas pessoas que foram as autoras de crimes contra seus parentes. Eles têm se sentido intimidados. 

 Para tentar evitar que a criminalidade aumente na região, 300 homens do exército devem atuar nas ruas da cidade nos próximos dias, de acordo com o secretário do Entorno Gilvan Máximo. 

 A partir de agora, os presos em regime semi-aberto vão usar pulseiras eletrônicas para serem monitorados. O secretário afirmou ainda que mais presídios devem ser construídos na cidade. 

 — A partir do próximo ano, teremos três presídios novos com 300 vagas cada em Planaltina, Águas Lindas e Novo Gama. Os antigos serão desativados.  

 A TV Record já denunciou a situação crítica da cadeia pública de Planaltina de Goiás. O presídio fica ao lado de um colégio e é superlotado. Onde cabem apenas 80, estão mais de 130 presos. 

 Em outubro do ano passado, o presídio foi interditado. Na época, foi assinado um termo de ajustamento de conduta entre o governo do estado e a Agência Prisional.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS