close
logorovivo2

Presos são mantidos em canil por falta de vagas em presídio

Presos são mantidos em canil por falta de vagas em presídio

DA REDAÇÃO

31 de Outubro de 2013 às 10:23

Presos são mantidos em canil por falta de vagas em presídio

FOTO: (Divulgação)

Uma vistoria realizada por membros do Núcleo de Execução Penal da Defensoria Pública do Estado do Tocantins e um juiz, constatou que internos do Centro de Ressocialização Luz do Amanhã na cidade de Cariri, a 257 quilômetros de Palmas (TO), estão em situação precária de higiene, infraestrutura, e alguns são obrigados a dormir no que seria um canil por falta de vaga dentro do alojamento.

Segundo o juiz Ademar Alves de Souza Filho, existe esgoto a céu aberto no local, foram encontradas garrafas de bebidas alcoólicas e indício de que os presos levam mulheres para passar a noite no presídio, o que não é permitido. No início de outubro, uma menor de idade foi encontrada no local fazendo programa sexual.

O presídio acolhe somente presos em regime semiaberto e abriga 331 homens, sendo que a capacidade é para 293. Apenas sete agentes penitenciários fazem a segurança, o que facilita o ir e vir dos presos, contando que os alojamentos são distantes um do outro.

A Defensoria informou que deve entrar com uma Ação Civil Pública para pedir a interdição parcial do presidio para impedir que o local receba novos detentos.

A Seds (Secretaria de Defesa Social do Estado do Tocantins) informou por meio de nota que solicitou, junto ao Ministério da Justiça, a construção de uma nova unidade para o semiaberto e que aguarda um posicionamento do governo federal. O órgão disse ainda que realizará concurso público para a contratação de mais agentes penitenciários.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS