close

VÍDEO: Homem foi interrogado pelo “Tribunal do Crime” antes de ser decapitado

No vídeo, a vítima é interrogada e obrigada a assumir que era “olheiro” (espia) de outra facção criminosa, e que estaria no Taquari, que é um terrirório comandado pela facção rival

AC24HORAS

19 de Agosto de 2019 às 14:22

VÍDEO: Homem foi interrogado pelo “Tribunal do Crime” antes de ser decapitado

FOTO: (Divulgação)

Um vídeo com requintes de crueldade mostra Helilson Bastos de Souza, de 33 anos, sendo interrogado pelo “Tribunal do Crime Organizado” e, em seguida, sendo decapitado. O corpo da vítima foi abandonado no Bairro Taquari, periferia de Rio Branco, no Acre.

 

No vídeo, a vítima é interrogada e obrigada a assumir que era “olheiro” (espia) de outra facção criminosa, e que estaria no Taquari, que é um terrirório comandado pela facção rival.

 

O corpo de Helilson Bastos foi achado por populares na sexta-feira (9), perto de um campo de futebol, situado na rua Amizade, Loteamento Praia do Amapá, região do Taquari.

 

Segundo informações repassadas pela equipe do IML, o corpo da vítima foi encontrado com as mãos amarradas, sem a cabeça e com sinais de tortura pelo corpo. A cabeça foi encontrada um dia depois, na tarde do sábado (10), com as orelhas cortadas, e estava a aproximadamente 100 metros do local o cadáver foi encontrado.

 

Os criminosos acusam a vítima de ter enviado informações de vários membros da facção da região para a polícia, tendo, inclusive, contribuindo com a prisão de muitos líderes da organização. A vítima fica em silêncio e a gravação encerra em seguida.

 

Agentes da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) continuam investigando o barbaro crime, mas ainda não tem pista dos autores do crime.

 

 

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS