close
logorovivo2

CARNAVAL 2013 - Governo nega apoio às escolas de samba

CARNAVAL 2013 - Governo nega apoio às escolas de samba

DA REDAÇÃO

10 de Janeiro de 2013 às 12:02

CARNAVAL 2013 - Governo nega apoio às escolas de samba

FOTO: (Divulgação)

Em reunião realizada na última quarta feira 9, a secretária da Secel Mara Alves informou aos carnavalescos dirigentes das escolas de samba filiadas à FESEC, que a Secel não tem como firmar convênio do repasse do subsídio solicitado de R$ 750 Mil com a FESEC, pois segundo a Mara “A Secel não tem orçamento”.  A saída, segundo a secretária “É vocês conseguirem emendas junto aos deputados estaduais”. Assim que a direção da FESEC saiu da reunião expediu a seguinte nota:
“Na reunião de hoje na Secel com a Federação das Escolas de Samba e a Secretaria Cleidimara Alves, as noticias não foram as que esperávamos a Secel não tem orçamento para contribuir com a realização do carnaval de Porto Velho, Ariquemes, Cacoal, Rolim de Moura, Costa Marques e Guajará Mirim. A Fesec irá buscar junto aos parlamentares estaduais emendas que possibilitem realizar os desfiles das Escolas de Samba nesses Municípios, esperamos contar com a boa vontade dos deputados, afinal de contas às escolas já estão trabalhando ha um bom tempo, ensaios já estão a todo vapor e barracões de alegoria e de fantasias estão abertos. Em Porto Velho a Fundação Iaripuna receberá a FESEC nesta quinta-feira dia 10, para ultimar os detalhes de sua parte, já que o carnaval é do município”.
Vale salientar que a prefeitura de Porto Velho através da Iaripuna está garantindo apenas R$ 350 Mil praticamente, o mesmo valor repassado no carnaval passado. “A presidente Jória Batista nos disse que iria tentar convencer os secretários da área financeira a aumentar um pouco os subsídios das escolas de samba. Nossa solicitação é de R$ 600 Mil” disse o secretário da FESEC Cantarelli.
Diante da falta da confirmação da prefeitura sobre o valor e data do repasse e agora com a noticia de que o governo estadual não fará o repasse, a diretoria da escola de samba Asfaltão expediu nota cancelando o inicio dos ensaios: “Até que tenhamos a certeza de que contaremos com subsídios oficiais, para montarmos nosso carnaval”.
Enquanto o governo estadual nega contribuir com a montagem dos enredos das escolas de samba, o “Carnaval do Povo”, evento que praticamente passa despercebido pela população e que é coordenado pela mesma empresa que realiza o carnaval fora de época de Porto Velho, já está praticamente com recursos assegurados, via emenda parlamentar. O processo está em andamento no setor financeiro da Secel.
A Uniblocos também está conseguindo recursos via emenda parlamentar.
Já a direção da Fesec por falta de comando, já que o presidente Ariel Argobe assumiu o cargo de secretário de cultura e turismo do município de Guajará Mirim e em consequência, não consegue espaço em sua agenda para cuidar das escolas de samba, ficou a ver navios, ao contar apenas com os recursos oriundos da Secel fato que foi descartado pela secretária Mara Alves na reunião de quarta feira passada.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS