close
logorovivo2

CURTA: Diretor seleciona pessoas para filme, incluindo uma anã; não precisa serem atores

O curta de ficção será rodado em Ariquemes e Porto Velho

DA REDAÇÃO

14 de Fevereiro de 2018 às 13:11

CURTA: Diretor seleciona pessoas para filme, incluindo uma anã; não precisa serem atores

FOTO: (Divulgação)

Mesmo que você não seja atriz, mas sonha em atuar em um filme de ficção, tem uma boa relação com as câmeras e possui os pré-requisitos exigido pela direção, pode se inscrever para participar da seleção para compor o elenco do curta metragem “Ana”, sob a direção do produtor e roteirista Edier William, rondoniense de Ariquemes, que mora atualmente em Curitiba.  O curta será rodado em Ariquemes e Porto Velho.

 

As inscrições estarão abertas até o dia 15 de março, mas poderá se estender até o dia 20 caso a pessoa que fará o papel principal, no caso uma anã, não seja selecionada no prazo inicial.  Para se inscrever, o interessado deve enviar duas fotos (rosto e corpo) e um vídeo dizendo quem é, o que faz e porque quer atuar no filme. Deve incluir também a narração de um texto (qualquer um) para mostrar a relação com a câmera. O email para enviar o material é edierw@gmail.com. Telefone de contato: (41) 9 8820-4004 (whasap).

 

Quem pode participar da seleção

 

Mulher anã, 25 anos;

Mulher branca, 40 anos;

Homem pardo ou branco, 22 anos;

Homem pardo, 45 anos;

Homem branco, 45 anos.

 

A seleção será feita virtualmente, segundo afirmou Edier William. “A desenvoltura em frente à câmera será analisada por meio do vídeo enviado”, declarou. Os escolhidos, antes de iniciar as filmagens, terão curso de preparação para atuarem.

 

O curta trata do preconceito da sociedade em relação as pessoas anãs. O filho de uma família da alta sociedade se apaixona por uma anã, gerando preconceito e discussões em relação a essa questão. “O anão é tratado como se não tivesse sentimentos, não se apaixonasse como qualquer pessoa”, frisou.

 

O Curta metragem “Ana” foi selecionado por meio do Edital de apoio a curtas metragens da Secretaria do Audiovisual – MinC e do Ministério da Cultura. A fotografia é de  André Cran.

 

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS