close
logorovivo2

CARNAVAL: Confira a coluna "Lenha na Fogueira", por Zékatraca

Pela primeira vez, desde quando me entendo como colunista cultural em Rondônia, um parlamentar estadual procura a Federação das Escolas de Samba se propondo a apoiar a cultura carnavalesca

ZÉKATRACA

29 de Novembro de 2018 às 15:47

CARNAVAL: Confira a coluna "Lenha na Fogueira", por Zékatraca

FOTO: (Divulgação)

A participação do Deputado estadual eleito Sargento Eyder Brasil na reunião das Escolas de Samba de Porto Velho, foi o sinal, de que, pelo menos na Assembleia Legislativa de Rondônia, as agremiações carnavalescas poderão contar com um deputado na defesa das suas reivindicações.
 

*********

 

Pelo discuso do Deputado, o apoio a cultura não se restringirá apenas às escolas de samba e ao movimento carnavalesco, ele se propõem a ser a voz de todo segmento cultural dentro da ALE e em especial, na defesa da construção da Cidade da Cultura no Parque dos Tanques.

 

*********

 

Pela primeira vez, desde quando me entendo como colunista cultural em Rondônia, um parlamentar estadual procura a Federação das Escolas de Samba se propondo a apoiar a cultura carnavalesca da capital Porto Velho.

 

*********

 

Essa promessa foi feita durante a campanha, quando a FESEC convidou os candidatos a deputado estadual para um debate que aconteceu na Biblioteca Francisco Meirelles. O Sargento compareceu e se comprometeu a ser a voz da comunidade do samba perante o governador Coronel Rocha.

 

*********

 

Dos candidatos que compareceram àquela reunião Luciana Oliveira, Palitot e se não me engano o Márcio Miranda o único que foi eleito foi o Sargente Eyder.

 

********

 

Ele bem poderia ficar apenas com o comparecimento naquela reunião, porém, na noite da última terça feira 27, lá estava ele participando da reunião da Fesec se comprometendo a apoiar as escolas de samba de Porto Velho no próximo carnaval. E mais, garantiu que vai lutar para que a Cidade da Cultura seja construída o mais breve possível. É assim que se faz Sargento. Nota MIL com louvor pela sua atitude.
 

********

 

Por falar em reunião da Fesec, ficou decido que as escolas de samba terão que apresentar o samba gravado em estúdio, o mais tardar, até o dia 15 de dezembro. Essa sugestão foi do GRES Acadêmicos da Zona Leste e foi aceita pela direção da Federação e pelos representantes das escolas de samba. Teve alguém que resmungou, mas, depois concordou.
 

********

 

Antigamente quem bancava a gravação dos sambas das escolas de samba era a Fesec, agora cada escola tem que arcar com o pagamento do estúdio, arranjador, músicos e interpretes. Não é fácil.

 

*********

 

lembrando que a Zona Leste vai promover o lançamento do seu samba na próxima sexta feira dia 30, na Associação Guadalupe a rua Mamoré entre a Amazonas e a Raimundo Cantuária.

 

*********

 

O Hino da Verde e Rosa da Zona Leste, é de autoria do compositor Ciganerey que também gravou como intérprete. Tudo no Rio de Janeiro. Isso explica, porque a presidente da escola colocou na reunião, que as demais escolas têm que entregar o samba gravado em CD até o dia 15 de dezembro. Ela está certíssima.
 

 

*********

 

Tanto que ontem mesmo, a equipe do carro de som da Acadêmicos do São João Batista correu para o estúdio do Alkbal procurando agilizar a harmonia do samba enredo para o carnaval de 2019, assim como marcar o dia da gravação. O carro de som da São João Batistas conta com os seguintes interpretes: Principal Claudionor Roca (Banana Split), Thiago Paiva e Silvinho Santos mais as Back Vocal femininas. O mestre da bateria é o Cibalena. O samba (letra e música) é de autoria do Sílvio M. Santos com a harmonia do maestro Alkbal o cavaquinho é do Walcir Nonato e o presidente da escola seu Alberto Rodrigues o Pai Beto.

 

********

 

Quem for podre que se quebre!

 

*********

 

O Campus da Fundação Universidade Federal de Rondônia (UNIR) em Ariquemes será palco de diversas atividades que farão parte do IV Festival UNIR Arte e Cultura, no período de 28 a 30 de novembro. Haverá declamações poéticas, peças teatrais, monólogos, exposições fotográficas e oficinas.

 

 

Sargento Eyder garante

apoio as escolas da samba
 

Em reunião da Federação das Escolas de Samba de Porto Velho – FESEC, que aconteceu na noite da última terça feira 27, com dirigentes de todas as agremiações filiadas, o deputado estadual eleito Sargento Eyder Brasil (PSL), declarou apoio às agremiações carnavalescas da capital.

 

A pauta da reunião tinha como um dos principais assuntos, a gravação dos sambas de enredos das escolas de samba para o carnaval de 2019, que ficou decidido, que as agremiações terão que entregar o hino gravado, até o dia 15 de dezembro, para que a Federação promova o lançamento oficial do CD. Outro assunto discutido foi a participação das escolas no show  “Tributo ao Menestrel” que vai homenagear o compositor Silvio M. Santos no dia 8 de dezembro no Mercado Cultural.

 

 

 

Eyder garante apoio

 

Cumprindo promessa feita em reunião da FESEC acontecida na Biblioteca Francisco Meirelles, antes da eleição, o agora deputado estadual eleito Sargento Eyder Brasil (PSL), mais uma vez atendendo convite da direção da entidade, marcou presença confirmando, que apoiará as escolas de samba via Fesec no carnaval de 2019 e foi além: “Vamos lutar pela construção da Cidade da Cultura no Parque dos Tanques” garantiu Eyder Brasil. A presença do deputado à reunião, deixou os carnavalescos mais tranqüilos, quanto aos desfiles em 2019. “A garantia do apoio aos eventos carnavalescos, por parte do deputado Sargento Eyder Brasil nos deixa mais tranqüilos, quanto à participação do próximo governo, no carnaval que se aproxima. Agradecemos a preocupação do deputado para com nosso movimento”, agradeceu o presidente da Fesec Reginaldo Cardoso - Makumbinha.

 

 

LITERATURA E ARTE

 

Biblioteca Viveiro das Letras

realiza Sarau Chamas da Poesia
 

A Biblioteca Municipal Viveiro das Letras e a Escola de Música Francisco Lázaro (Laio) realizaram o lançamento do Festival de Literatura da Amazônia, com o sarau ‘Chamas de Poesia’. O evento aconteceu na última sexta-feira (23/11), no Auditório da Biblioteca Viveiro das Letras, reunindo músicos, artistas plásticos, poetas e muita dança.

 

Moradores e estudantes da comunidade lotaram o auditório, para prestigiar as diversas manifestações artísticas e também conhecer a Biblioteca Viveiro das Letras, visto que muitos ainda desconhecem este espaço que tem mais de 9 mil livros no acervo, para empréstimos, além de internet gratuita. A biblioteca funciona de segunda a sexta feira das 8h às 21h.

 

 

O sarau ‘Chamas de Poesia’ permitiu a revelação de artistas como a artista plástica Mari Bhrusck. As obras dela foram as mais fotografadas durante o evento. Segundo ela, a Biblioteca está oportunizando aos artistas expor suas marcas, suas identidades, citando como exemplo a arte dela. Para o artista Adriano Poeta, eventos como esse só tendem a valorizar o artista e promover a arte junto a população de Porto Velho.

 

O diretor da Biblioteca, Alexandre Dourado, diz que a promoção da cultura humaniza, sensibilizando o cidadão no tocante aos sentimentos e a percepção das diversas formas de linguagem que o ser humano manifesta através da arte, “seja na música, nos quadros artísticos, na poesia ou na dança”, explica o diretor. Durante o evento, houve distribuição de livros aos presentes.

 

Na oportunidade, a Escola de Música Francisco Lazáro (Laio) promoveu diversas apresentações, com estudantes de música e de dança. O evento contou com a presença do Secretário Municipal de Educação, Cesar Licório.

 

A Biblioteca Municipal Viveiro das Letras está localizado na Avenida Jatuarana, nº5068, Bairro Cohab, ao lado da Escola Joaquim Vicente Rondon, na Zona Sul de Porto Velho. (Comdecom).

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS