close
logorovivo2

TRADIÇÃO: Confira a coluna "Lenha na Fogueira", por Zékatraca

Obrigado, mil vezes obrigados amigos da Federação de Quadrilhas e Bois Bumbás de Rondônia – Federon

ZÉKATRACA

25 de Maio de 2019 às 09:15

TRADIÇÃO: Confira a coluna "Lenha na Fogueira", por Zékatraca

FOTO: (Divulgação)

Nelson Cavaquinho e seu parceiro Guilherme de Brito são autores do sucesso que Nelson Gonçalves consagrou: “Quando eu me chamar saudade”, cujo refrão diz o seguinte:

 

***********

 

“... Se alguém quiser fazer por mim; Que faça agora; Me dê as flores em vida; O carinho, a mão amiga; Para aliviar meus ais. Depois que eu me chamar saudade; Não preciso de vaidade; Quero preces e nada mais...”.

 

*********

 

Pois é, nesse sentido não tenho o que reclamar. Esta semana sem que eu soubesse a diretoria da Federon, em especial o diretor financeiro professor Severino Silva Castro, inaugurou o “Salão Nobre da Federon”, local aonde a diretoria vai recepcionar autoridades, artistas nacionais e locais, realizar reuniões e outras atividades a fins.

 

**********

 

Para minha surpresa, quinta feira passada dia 23, fui até a sede da entidade fazer não sei o que, e a diretoria me cobrou: “Por que você não veio a inauguração do nosso Salão Nobre no qual te homenageamos colocando teu nome?”.

 

*********

 

Não compareci porque não me avisaram. Já pensou no meio de tantos baluartes da cultura popular no segmento folclore, a direção da Federon me escolheu para homenagear colocando meu nome em seu salão nobre que agora é: “Salão Nobre folclorista Silvio Santos”.

 

***********

 

Obrigado, mil vezes obrigados amigos da Federação de Quadrilhas e Bois Bumbás de Rondônia – Federon.

 

**********

 

Aliás, no naipe reconhecimento não tenho o que reclamar. Pois já fui enredo de escola de samba (Acadêmicos do São João Batista em 2003).

 

***********

 

Tema do bloco carnavalesco Galo da Meia Noite (2013), quando os amigos compositores me agraciaram um CD de marchinhas autorais cujas letras falam sobre minha pessoa.

 

**********

 

Fui tema da quadrilha “Matutos do Socialista” do meu amigo Nenezão numa alusão a minha cidade natal São Carlos do Madeira.

 

**********

 

Ano passado (2018), fui homenageado pela Funcultural de Porto Velho com a realização do “Tributo ao Menestrel”, show que aconteceu no Calçadão Manelão e reuniu mais de Mil Pessoas.

 

**********

 

No final do ano de 2018, fui agraciado com a maior comenda do estado de Rondônia a Medalha do Mérito Marechal Rondon que me foi entregue pelo então governador Daniel Pereira.

 

**********

 

Já recebi título de amigo da cultura na Câmara de Vereadores de Porto Velho. Enfim não tenho o que reclamar quanto a reconhecimento ainda vida.

 

************

 

Também no ano passado a Federon já havia me homenageado com o título de “Amigo da Federon”

 

***********

 

A Sejucel na pessoa do superintendente Rodnei Paes e do Fabiano me homenageou ano passado com o troféu “Rincão Cultural” a maior comenda do segmento cultural do estado de Rondônia.

 

**********

 

Graças a Deus e a minha Nossa Senhora da Conceição tenho recebido “As Flores em Vida”. Obrigado a todos!

 

***********

 

Tem um agravante, alguém vai criticar por essa coluna, na qual eu mesmo me glorifico, porém, se eu não fizer por mim, quem é que vai lembrar de divulgar tudo que citei. Ninguém! Então faço eu.

 

**********

 

Vamos ao que interessa: Hoje o Festival Boto Rock continua com apresentações de Bandas no Parque Circuito que fica a Rua Lauro Sodré logo após o Parque dos Tanques.

 

**********

 

Estarei lá curtindo o som da moçada que faz rock em nossa cidade. A turma é realmente boa de composição autoral. Vamos lá rapaziada.

 

**********

 

Se você não curte rock então vai pro Arraial Flor de Cacto apreciar o inicio das disputas entre grupos de quadrilhas juninas que começa na noite de hoje, com as apresentações da Rosa Divina e da Mocidade Junina.

 

**********

 

Amanhã (domingo), será a vez da Unidos do Palheiral que vem de Candeias do Jamari e da Matutos do Guaporé.

 

**********

 

Se você está em JI Paraná visite a 8ª Rondônia Rural Show que termina hoje.

 

 

TRADIÇÃO

 

A 8ª Festa do Sertão Nordestino

Vai acontecer no mês de julho

 

Rapadura, carne de sol, buchada de bode, carneiro, paçoca e muitas iguarias da culinária nordestina, estarão à disposição dos visitantes da 8ª Feira “Festa do Sertão Nordestino” que vai acontecer entre os dias 3 e 7 de julho, no espaço da Avenida |Jorge Teixeira entre a Eucatrur e a loja Havan em Porto Velho.

 

 

 

 

O lançamento dessa Feira aconteceu na tarde da última quinta feira no Centro de Atendimento ao Turista – CAT que a Setur mantém no 1º piso do Porto Velho Shopping. A festa é realizada pelo Ministério que tem como presidente do Pastor Moacir Pascoaline de Assis. “Aproveito a oportunidade para agradecer o superintendente da Setur Gilvan Pereira pelo apoio”, disse o pastor Moacir.

 

Atendendo a classe empresarial nordestina que atua na capital de Rondônia, a coordenação da feira, resolveu abrir espaço para a montagem de mais tendas para comercialização de produtos do nordeste. “Acontece que com o sucesso do empreendimento os empresários têm nos procurado querendo expor seus produtos na feira e este ano, resolvemos abrir mais espaços para que esses empresários exponham seus produtos”, disse Pascoaline lembrando: “O nordestino gosta mesmo é de saborear a rapadura feita lá no sertão do nordeste, por isso, os produtos que são comercializados na feira são todos oriundos de lá, quer dizer: são de origem”.

 

 

ATRAÇÃO MUSICAL

 

Como atração musical, shows com bandas de FORRÓ PÉ DE SERRA acontecerão todos os dias. “Vamos tentar trazer novamente a dupla Castanha e Caju para se apresentar”.

 

Uma das novidades deste ano, será a realização de um grande bingo e o aumento dos expositores.

 

 

HISTÓRIA

 

Começamos com uma festinha comum numa chácara. Acontece que fizemos uma viagem missionária na África e vimos à necessidade que aquele povo nativo, tinha para conseguir água no deserto do Quênia, então perguntei se era possível cavar um poço naquele deserto e a resposta foi positiva, só que me informaram que era muito caro. Custa 20 MIL DÓLAR. Corremos atrás realizando eventos como a “Festa do Sertão” e conseguimos captar o recurso para abrir o primeiro poço no deserto do Quênia. Hoje já cavamos três poços lá.

 

Hoje nossa festa atende três casas de recuperação de dependentes químicos e realizamos trabalho social em especial junto aos ribeirinhos dos rios de Rondônia e no Amazonas no Rio Purus. “Também mantemos atividades na Jordânia nos Campos de Refugiados do povo Círio e Iraquianos”finalizou Moacir.

 

 

Rosa Divina abre a disputa

no Arraial Flor de Cacto

 

A disputa entre os grupos de quadrilhas junina que se inscreveram para se apresentar na 22ª edição do Arraial Flor de Cacto, começa na noite deste sábado 25, no Campo 1º de Maio no bairro Caladinho em Porto Velho.

 

 

 

 

Com a premiação considerada razoável pelos quadrilheiros, aumentou o número de grupos participantes do festival que entre outras juninas conta com as apresentações da Rádio Faro, Juabp, Girassol que vai acontecer na penúltima noite do Arraial, ou seja, no próximo sábado 1º de junho.

 

Na noite de hoje além da Rosa Divina teremos a apresentação da Mocidade Junina a quadrilha que praticamente nasceu no Arraial Flor de Cacto e tem como presidente o folclorista historiador Rodrigo Cerdeira.

 

A Rosa Diva é a quadrilha junina mais antiga em atividade em Porto Velho, no último dia 13 ela completou 40 anos de fundação. É a única quadrilha em atividade que participou da 1ª Mostra de Quadrilhas e Bois Bumbás – Arraial Flor do Maracujá realizada pelo governo do estado, nessa festa a Rosa Divina já ganhou cinco títulos.

 

A junina que nasceu dentro do movimento da Juventude da paróquia Divino Espírito Santo no bairro Mato Grosso, também foi a primeira a se apresentar no Arraial Flor de Cacto, pois o então vereador Rubão Matias criador do Arraial da Zona Sul, é irmão do Roberto Matias o mais famoso “Velho” da Rosa Divina que integrou a equipe que coordenou a realização do 1º Arraial Flor de Cacto há 22 anos.

 

As apresentações folclóricas no Flor de Cacto na noite de hoje, começam as 21 horas. A partir da meia noite uma banda forró sobe ao palco para animar os presentes até as duas da madrugada.  

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS