close
logorovivo2

Guajará fez Gato e Sapato do Urso Auri-Grená da capital

Luis Carlos Pereira dá sua impressão: Guajará sem nenhum inscrito no BID, vence fora de casa e minimiza prejuízo na tabela

RONDONIAOVIVO

14 de Fevereiro de 2018 às 13:47

Guajará fez Gato e Sapato do Urso Auri-Grená da capital

Leivinha conduz a bola, mas não evitou a derrota FOTO: (Divulgação)

Falta de aviso não foi. Deixar tudo para a última hora, deu no que deu. Agora é juntar os cacos e tentar pontuar fora de casa. O jogo em si não foi um espetáculo por parte do Guajará, o time do Tinho Damasceno tem alguns atletas interessantes, que jogam juntos há algum tempo - não falo no Guajará, mas que ele Tinho trouxe sempre em dupla - por exemplo os dois meias Bibio e Tatico, os atacantes Marcos Bahia e Jaiminho, a zaga com Diego Norberto - seguro, pra passar por ele tem que ter moral.

 

Sabe qual tinha sido a última vitória do Guajará no estadual? Justamente no dia 1º de abril do ano passado, quando venceu ao Galo da BR por 3 a 1 lá no João Saldanha - e não é que seja o dia consagrado à mentira - pois não é que o Glorioso, quase um ano depois faz 3 a 1 no Genus e no velho Aluizão.

 

Antes dos primeiros 2 minutos de jogo Marcos Bahia recebeu em profundidade de Bibio, passou pelo meio da zaga do Genus derivando para o lado direito, chutou com força rasteiro no canto direito do goleiro Gabriel Sarges, era o Genus 0 x 1 Guajará. Ainda nos primeiros 45' ou melhor, aos 43' foi a vez de Sander "peixe", volante moderno que sabe desarmar e armar tabelou com Marco Bahia, recebeu na frente do goleiro Gabriel Sarges e com extrema categoria tirou do goleiro: Genus 0 x 2 Guajará.

 

O Genus queria um golzinho pra ver se não recebia vaias do torcedor, Xuxa que estava meio baqueado ainda tentou por duas vezes - uma chegou atrasado, e na outra de cabeça todo mundo fez aquele ôrra - a bola tocou na rede pelo lado de fora.

 

Fim do 1º tempo: Genus 0 x 2 Guajará

 

Para a segunda etapa, esperava-se um Guajará na maior cera do mundo. Nada, eles como diria Santiago Roa Jr., de besta nem o andar - sabem tocar a bola bem direitinho, administram a falta de experiência do árbitro - e, jogam com a famosa linha alta.

 

Já o time Aurigrená, desculpe Mirandinha me parece que foram apresentados ali embaixo da castanheira do Aluizão. Ora, se havia a possibilidade da não liberação dos atletas do Avaí era pra ter treinado mais jogadas ensaiadas com esses que entraram em campo. Teve um lance que o grandalhão Deivid (Avaí) tocou para o Leivinha numa distância de 250 cm este passou da bola.

 

Com mais dois gols na segunda etapa, sendo aos 9' o gol de honra do Genus, com Leivinha numa cobrança de escanteio, primeiro Luiz Alves chutou a bola saiu mascada e Leivinha completou para o gol. Aos 32' Jaiminho que acabara de perder um gol, dessa vez acertou o canto esquerdo de Gabriel Sarges e, fechava o caixão do Urso. 

 

Fim do jogo: Genus 1 x 3 Guajará

 

Pela primeira vez, depois do segundo ano consecutivo à frente do Genus, ouvi vaias ao comandante Mirandinha. Seria um sinal que a torcida tá querendo mudança no comando técnico? Acho muito cedo, mas o campeonato é muito rápido.

 

Os destaques

 

Pelo Genus: Gabriel Sarges, Charlinho, Marcão, Leivinha, Juninho e Formiga.

 

Pelo Guajará: Junior; Diego (bate até na mãe), Sander, Bibio, Tatico, Marcos Bahia e Jaiminho.

 

Público e Renda: 541 Pagantes para R$ 5.985.

 

Próxima rodada (2ª)

 

Genus joga fora de casa contra o Vilhenense, na sexta(16) às 29h

Guajará se atraca com o Barcelona, no sábado(17) às 16h

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS