close
logorovivo2

Governo e Município se unem para ações na área de saúde

Governo e Município se unem para ações na área de saúde

DA REDAÇÃO

1 de Setembro de 2007 às 12:46

Governo e Município se unem para ações na área de saúde

FOTO: (Divulgação)

*O governo do Estado vai apoiar a municipalização da saúde de Porto Velho com ações que beneficiem diretamente os usuários do sistema público de saúde. A meta da administração estadual é, em parceria com o município, implantar uma agenda compartilhada entre os administradores públicos. Um plano de ação será colocado em prática para dinamizar os serviços nos postos, policlínicas e hospitais. *A decisão da criação de uma agenda compartilhada aconteceu durante uma reunião entre os secretários de saúde do Estado e de Porto Velho. ?Estamos sempre abertos ao diálogo para colocarmos em prática medidas positivas para beneficiar o cidadão. A saúde é uma preocupação constante e necessita de parceria entre município e Estado?, afirmou o governador Ivo Cassol. Atualmente Porto Velho está na condição de gestor de atenção básica ampliada. A intenção é avançar no objetivo de colocar a capital na Gestão Plena do sistema municipal. ?Vamos aguardar o Plano de Saúde do município para que sejam priorizadas as ações, possibilitando um caminho para recursos via convênio. Vale lembrar que para a liberação dos recursos há a necessidade de planejamento das ações, caso contrário, poderá ocorrer o mesmo que em gestão anteriores, como a devolução de recursos ao Governo do Estado?, ressaltou o secretário da Sesau. Estando habilitado na condição de Gestão Plena, o município tem maior autonomia e, além de se responsabilizar pelas ações básicas de saúde, poderá responder, no futuro, também pela assistência de maior complexidade e pelas internações hospitalares. *Instrumento facilitador do atendimento ? Estado e município deverão trabalhar de forma integrada através da central de regulação. O núcleo funciona como um instrumento facilitador do atendimento na rede pública de saúde. ?A central de regulação é um dos itens da agenda compartilhada. Também estão previstas outras ações a curto, médio e longo prazo, visando à absorção dos serviços sob gestão estadual para a responsabilidade do município?, disse Milton Moreira. *A central trabalhará com uma equipe formada por atendentes e profissionais, que recebem o paciente e o encaminha para o setor correto, sem a necessidade de enfrentar filas ou se preocupar com o número de vagas. Se um paciente chega ao posto de saúde e precisa de uma consulta com um cardiologista, por exemplo, ele terá acesso a um serviço rápido de triagem. Se houver a necessidade de exames ou internação, o caso será comunicado pelas atendentes para a central que vai determinar os procedimentos necessários como reserva de leito, agendamento de exames e consultas.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS