close
logorovivo2

Governo mente e deixa educação sem salário, diz Sintero

Governo mente e deixa educação sem salário, diz Sintero

DA REDAÇÃO

28 de Setembro de 2007 às 08:36

Governo mente e deixa educação sem salário, diz Sintero

FOTO: (Divulgação)

*O governo do Estado mentiu ao anunciar para esta quarta-feira, dia 28/09, o pagamento do salário de setembro de todos os servidores estaduais. Os trabalhadores em educação, que vêm sendo perseguidos desde o início da atual administração estadual, tiveram nova decepção ao consultarem os saldos de suas contas bancárias, verificando que mais uma vez foram preteridos. A informação é de que o dinheiro seria depositado na noite de segunda-feira, mas às 17 horas o governo enviou ao banco uma ordem para suspender apenas o pagamento dos servidores da educação. *Os trabalhadores sabem que, legalmente, o governo pode pagar os salários até o quinto dia útil do mês subseqüente. No entanto, os trabalhadores em educação costumam receber por volta do dia 25 do mês trabalhado, prática que vem sendo adotada desde governos anteriores, não sendo, portanto, privilégio da atual administração. Assim, os trabalhadores fazem compromisso, adotam a data como referência para saldar débitos, às vezes até com cheques pré-datados. Porém, na atual administração a educação só contabiliza prejuízos. *A retenção dos salários dos servidores lotados na SEDUC apenas confirma as denúncias formuladas publicamente pelo SINTERO, de que o governo estadual vem adotando toda e qualquer medida que possa prejudicar os trabalhadores em educação. Nesta quarta-feira a direção do SINTERO cobrará da SEDUC e da Coordenadoria de Recursos Humanos um posicionamento acerca do não pagamento dos salários de setembro, já que os recursos da educação são disponibilizados por lei nos dias 10, 20 e 30 de cada mês, não havendo, portanto, motivos para o atraso do pagamento. *Ao reter os salários da educação, o governo está prejudicando milhares de servidores e suas famílias, que contam com o pagamento por volta do dia 25 de cada mês, além de atingir o comércio de todo o Estado.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS