close
logorovivo2

SURTO – Três casos confirmados de “Meningite Preta” no bairro Esperança da Comunidade deixa moradores apreensivos – Confira Fotos

SURTO – Três casos confirmados de “Meningite Preta” no bairro Esperança da Comunidade deixa moradores apreensivos – Confira Fotos

DA REDAÇÃO

23 de Julho de 2009 às 17:25

SURTO – Três casos confirmados de “Meningite Preta” no bairro Esperança da Comunidade deixa moradores apreensivos – Confira Fotos

FOTO: (Divulgação)

Moradores da rua Fabiana, bairro Esperança da Comunidade, zona Leste de Porto Velho, estão apreensivos e com muito medo, após a suspeita de um surto de Meningite - que eles denominaram de “Meningite Preta” - que surgiu há mais de um mês. Segundo uma secretária do Posto de Saúde Ernandes Índio - que não quis se identificar -, este é o terceiro caso consecutivo que ocorre em menos de 30 dias, as vítimas são crianças de três a cinco anos de idade. Dos três casos confirmados, dois são de uma mesma família.
 
Roseli Ferreira Mendes (foto ao lado) está desesperada com o possível surto, pois o vírus da chamada “Meningite Preta” contaminou o seu sobrinho há 25 dias, quando a criança ficou 15 dias em estado de coma profundo na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital de Base, em Porto Velho. Após o garoto voltar para a residência logo em seguida a sua neta, de apenas três anos de idade, foi infectada e encaminhada para o CEMETRON (Centro de Medicina Tropical de Rondônia), pois estava aparentando estado de palidez, febre alta e parte das pálpebras com marcas pretas – por isso a comunidade chama de “Meningite Preta”. A criança está atualmente em observação médica na UTI do Hospital de Base.
 
REGISTROS
 
Na tarde desta quinta-feira (23) a reportagem do Rondoniaovivo.com buscou registros na unidade de saúde municipal Ernandes Índio, mas a diretora não estava para passar os dados mais recentes. No entanto, a moradora Nilde Shimith (foto abaixo), adentrou na sala da administração solicitando urgentemente uma equipe de médicos na rua Fabiana e em todo bairro. “Estamos com muito medo, isto mata, será que ninguém está olhando pela saúde dos moradores de Porto Velho. Pedimos, imploramos que a SEMUSA (Secretaria Municipal de Saúde) haja rápido, pois neste clima quente e seco a proliferação é num piscar de olhos”, disse nervosa a moradora.
 
De acordo com Roseli Ferreira Mendes, que está com uma neta com meningite, os médicos do Cosme e Damião, solicitaram que membros da sua família, que tem seis pessoas, façam exames ainda está semana e desabafou, sem conter o choro: “Pelo amor de Deus, nos ajude médicos de Porto Velho e de Rondônia. São crianças que podem morrer”
 
DESENCONTROS
 
A reportagem entrou em contato com o Departamento de Epidemiologia da SEMUSA, porém foi informada que a senhora Ruti Bessa, a técnica responsável pelo setor, não estava, pois estava em aula concluindo o seu mestrado e não sabia que horas iria voltar.
 
Em seguida a funcionária da SEMUSA explicou à reportagem que no Departamento de Epidemiologia Municipal, são vários técnicos responsáveis por ciclos virais e a responsável especificamente pela Meningite é Sandra Vidal, que também não estava no momento, pois está fazendo um treinamento sobre epidemias e somente estará no seu setor a partir da próxima segunda-feira (27).
 
A DOENÇA
 
A Meningite é uma infecção bacteriana aguda, rapidamente fatal, causada pela Neisseria meningitidis. Esta bactéria pode causar inflamação nas membranas que revestem o sistema nervoso central (meningite) e infecção generalizada (meningococcemia). Existem 13 sorogrupos identificados de N. meningitidis, porém os que mais freqüentemente causam doença são o A, o B, o C, o Y e o W135.

Estima-se a ocorrência de pelo menos 500 mil casos de doença meningocócica por ano no mundo, com cerca de 50 mil óbitos. É uma doença de evolução rápida e com alta letalidade, que varia de 7 até 70%. Mesmo em países com assistência médica adequada, a meningococcemia pode ter uma letalidade de até 40%. Geralmente acomete crianças e adultos jovens, mas em situações epidêmicas, a doença pode atingir pessoas de todas as faixas etárias.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS