close

Governo do Estado anuncia equipe para atendimento de Saúde aos apenados

Governo do Estado anuncia equipe para atendimento de Saúde aos apenados

DA REDAÇÃO

14 de Abril de 2010 às 15:42

Governo do Estado anuncia equipe para atendimento de Saúde aos apenados

FOTO: (Divulgação)

Reunidos na manhã desta quarta-feira (14) no Ministério Público, os gestores de segurança e saúde chegaram a um acordo e a questão do atendimento de saúde dos apenados do Estado de Rondônia teve um desfecho favorável, mostrando que quando as instituições trabalham em conjunto e de forma harmônica, encontra-se o “caminho da facilidade” na busca das soluções.
Foi acordado entre as partes que deverá ser contratada uma equipe de cinco médicos, cinco enfermeiros e cinco técnicos de enfermagem para que se crie uma unidade de atendimento de saúde para os apenados dentro do sistema prisional, evitando a saída de apenados para serem atendidos na rede de saúde pública.
A promotoria determinou o prazo de 15 dias para que a SESAU, Secretaria de Estado da Saúde, se manifeste sobre a contratação e 90 dias para que os profissionais estejam contratados e trabalhando no sistema. Enquanto isso o atendimento continua a ser feito na rede pública municipal e estadual.
De acordo com o secretário adjunto da Secretaria de Estado da Justiça (SEJUS), João Bosco Costa, “o Sistema Prisional conta hoje com apenas três médicos, o que não é suficiente para se dar atendimento 24 horas aos apenados sete dias por semana, e há muita dificuldade na contratação de mais profissionais, que não querem trabalhar no Sistema Prisional”, explica Bosco.  
De acordo com a promotora Emília Oiye, “a solução encontrada na reunião, no Ministério Público, foi a designação emergencial da equipe, por parte da Sesau e, posteriormente, a realização de um concurso para a contratação dos profissionais de Saúde para atendimento específico aos apenados” frisou a promotora.
O secretário adjunto informou ainda que, além das medidas emergenciais, é preciso encaminhar medidas definitivas e citou o projeto que já se encontra em trâmite na SEJUS para resolver o problema: “O Governo do Estado através da Secretaria de Justiça está se empenhando em melhorias no atendimento de saúde e, para isso, está planejando criar uma clínica, centralizada próximo ao Urso Branco, para dar atendimento a todo Sistema Prisional da capital e aos adolescentes da Coordenadoria de Adolescentes em Conflito com a Lei, com uma equipe multidisciplinar com médicos, enfermeiros, psicólogos, e assistente social, de modo que a rede pública seja utilizada apenas nos casos onde é necessária a internação para casos graves”, informou o secretário.
“A determinação de todos os participantes presentes à reunião coordenada pela Promotoria foi fundamental para que as dificuldades fossem superadas e pudéssemos dar uma resposta a sociedade em tempo recorde, provando que o caminho é mesmo do envolvimento de todos na busca das soluções e não o caminho das críticas vazias e das ironias sem fundamento que nada constroem” encerrou o secretário adjunto exaltando a atitude dos gestores presentes a reunião.
A promotora de Justiça coordenou a reunião que contou com a presença do Secretário Adjunto da SEJUS, João Bosco Costa, o Secretário adjunto da Secretaria Municipal de Saúde, Luis Eduardo Maiorquim, Os representantes da SESAU, Paulo Ricardo Guimarães e Nadya de Faria Guedes, os médicos Bruno Carmello Rocha e Rodrigo Almeida do Sindicato dos Médicos de Rondônia, além do Gerente do Sistema Prisional de Rondônia Cel. Paulo Cesar Figueiredo e a Gerente de Saúde do Sistema Prisional Jael Cardozo.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS