close

Projeto Tempo de Empreender capacita produtores rurais no entorno de Porto Velho

280 famílias serão assistidas para vender a produção de abacaxi, açaí e banana através de associação e cooperativa

DA REDAÇÃO

24 de Agosto de 2010 às 16:17

Projeto Tempo de Empreender capacita produtores rurais no entorno de Porto Velho

FOTO: (Divulgação)

Produtores de banana, açaí e abacaxi de União Bandeirantes, Jacy-Paraná, Abunã e Mutum-Paraná, na região de Porto Velho (RO), começam nesta sexta-feira (27) a receber consultorias nas áreas de produção primária, cooperativismo e associativismo.  
 
A ação faz parte do Tempo de Empreender Rondônia, que beneficia produtores rurais da região de abrangência pela construção da usina hidrelétrica de Jirau, no Rio Madeira.  
 
Pelo projeto, 280 famílias que trabalham na produção desses frutos nos distritos de Jacy-Paraná, União Bandeirantes e Mutum-Paraná serão capacitadas e orientadas em gestão de cooperativismo e associativismo – culturas básicas para uma produção autosustentável que impede o êxodo rural.
 
“O objetivo é também trabalhar a sensibilização e a mobilização para o cooperativismo nessas comunidades”, explica Liomar Sabino Souza, gestora do projeto, que ressalta esta consultoria nos três primeiro meses do projeto.
 
Como qualquer outro empreendimento, de qualquer segmento urbano, o trabalho camponês é uma atividade econômica que necessita de apoio, especialmente quanto aspectos contratuais, contábeis, trabalhistas e fiscais. Durante a consultoria, os produtores serão capacitados em administração, além de aprimorar técnicas de manejo – plantio, poda, desbaste e colheita.
 
A parceria foi costurada porque o Sebrae acredita no potencial produtivo dessas comunidades e também porque o Instituto Camargo Corrêa investe em projetos sociais.
 
No último sábado (21), ocorreu em Jirau à apresentação do projeto, que contou com a presença dos representantes das Cooperativas; do coordenador do projeto pelo Instituto Camargo Corrêa, Jair Resende; e do diretor-técnico do Sebrae/RO, Hiram Rodrigues Leal.
 
Por conta ainda do acordo, os produtores terão também acompanhamento das condições de solo com aplicação de corretivos e de técnicas para sua conservação; estímulo à utilização de alternativas de adubação orgânica; Identificação e experimentação de práticas agroecológicas de controle de pragas e doenças; e planejamento e organização da produção agrícola.
 
Parceiros 
 
O projeto é desenvolvido em parceria pelo Instituto Camargo Corrêa, Construtora   Camargo Corrêa, Sebrae Nacional, Sebrae Rondônia, Laboratório de Fisiologia do Desenvolvimento e Genética Vegetal, Organização e Planejamento em Biodiversidade e Universidade Federal de Santa Catarina.
 
Ao longo dos 24 meses de duração do projeto, várias ações serão também aplicadas, envolvendo decisões de outros parceiros, a exemplo da Emater, Sescoop (Serviço Nacional de Aprendizagem de Cooperativismo no Estado de Rondônia), Embrapa, Federação do Comércio, Federação da Agricultura, FCDL, Federação das Indústrias, Facer, Secretaria Estadual de Finanças, Sedam, Incra, Ibama, Banco do Brasil, Banco da Amazônia, Caixa Econômica e Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Social de Rondônia e Secretarias Municipal e Estadual de Agricultura

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS