close

Cahulla defende Governo municipalista e reafirma compromissos em debate na TV

Cahulla destacou que a saúde será priorizada e que a regionalização é fundamental. “Nosso projeto é um novo hospital em Ariquemes e novo pronto socorro na Zona Leste de Porto Velho", afirmu o candidato.

DA REDAÇÃO

15 de Setembro de 2010 às 10:04

Cahulla defende Governo municipalista e reafirma compromissos em debate na TV

FOTO: (Divulgação)

Durante debate promovido pela Rede TV Rondônia na noite desta terça-feira (14), o candidato a governador João Cahulla declarou que em seu futuro mandato dará continuidade à política municipalista e reafirmou os compromissos e as prioridades de sua futura gestão.
 
“Seremos parceiros dos municípios e de entidades dos mais diferentes setores, como temos feitos nos últimos anos. Vamos reforçar o Fitha, liberando mais recursos aos municípios para melhoria das estradas, ampliar o transporte escolar, o Cidade Limpa, e outros programas que executamos em parcerias com todas as prefeituras, pois é nos municípios onde estão os problemas”, disse Cahulla, que respondeu aos questionamentos do mediador do debate, jornalista Adão Gomes, de eleitores e dos adversários.
 
Cahulla reafirmou o compromisso de continuar investindo na agricultura, em infraestrutura, segurança pública, saúde e educação. “Muitos foi feito, Rondônia avançou muito, mas é preciso avançar ainda mais e nós temos compromisso, experiência, responsabilidade e uma equipe afinada e capaz de seguir adiante com essa transformação do Estado”, completou.
 
Agricultura fortalecida
 
“Investimos na agricultura e muito. Nossa produção cresceu e muito. Nosso bom momento se deve ao nosso setor produtivo. Recentemente, entregamos 107 tratores para a Emater. Distribuímos sementes, horas máquinas gratuitas, calcário, projeto Inseminar e a Emater presente junto ao homem do campo. Mas, nosso compromisso é o de fazer mais e quero fortalecer as parcerias com os produtores para em quatro anos dobrar a nossa produção”, declarou.
 
Saúde regionalizada
 
Cahulla destacou que a saúde será priorizada e que a regionalização é fundamental. “Nosso projeto é um novo hospital em Ariquemes e novo pronto socorro na Zona Leste de Porto Velho, para junto com a prefeitura da capital levar saúde para a população. A saúde melhorou muito, temos problemas, mas avançou e avançou muito. Em 2003, eram 10 leitos de UTI, hoje são 127. Vamos colocar o hospital regional de Cacoal em funcionamento e com mais médicos, equipamentos e unidades, vamos fazer muito mais pela saúde”, disse ele, acrescentando o seu agradecimento a todos os profissionais de saúde que fazem um grande trabalho.
 
O candidato disse que a atenção básica é responsabilidade dos municípios, mas o Estado é parceiro, como é feito hoje. “O Estado é parceiro, quer ajudar aos prefeitos. Saúde é prioridade, precisa ser tratada com responsabilidade e não se faz saúde sem União, Estado e municípios juntos”.

 

Mais segurança para Rondônia

Outro tema debatido por Cahulla foi a segurança pública; segundo ele, a realidade é que a violência cresce no país. “Nosso Governo tem aparelhado as polícias, melhorado as condições de trabalho. Mais de 3.000 policiais militares foram contratados, mais viaturas, armamentos, coletes e equipamentos. No meu Governo, instalei 14 barreiras nas fronteiras, para segurar o maior problema da criminalidade: a droga. A luta contra as drogas é uma prioridade, pois 70% dos crimes hoje estão ligados ao consumo ou tráfico de entorpecentes. A nossa polícia será cada vez mais valorizada e vamos trabalhar permanentemente. Nosso povo merece uma segurança cada vez melhor”, afirmou.
 
O candidato também falou sobre o trabalho de aumento das vagas dos presídios e reclamou que administrações anteriores não investiram no setor carcerário e impuseram à gestão Cassol/Cahulla um trabalho de reconstrução do sistema prisional. “Desde 2006 que não temos mortes no Urso Branco. Temos gargalos e um deles é Vilhena e outro é Jaru. Sabemos dos problemas e estamos fazendo parcerias com a União e com recursos próprios. Vamos também investir na ressocialização. Em Ariquemes e Buritis, estamos construindo novos presídios. Na nossa gestão temos presídios pacificados e vamos fazer ainda mais”, observou.
 
Políticos ficha suja nas eleições
 
Cahulla também abordou a implantação da ficha limpa nessas eleições, uma iniciativa popular que hoje gera expectativas na sociedade para a sua aplicação, impedindo que políticos cassados e com problemas na justiça sejam candidatos. “Na realidade, temos que condenar as práticas que levam as compras de votos, prometer e não cumprir. Eu sou ficha limpa e quero falar aos eleitores para punir os fichas sujas nas urnas. Quem não respeita as leis eleitorais, não irá respeitar os recursos públicos”, assegurou.
 
Cahulla também criticou as propostas mirabolantes e milagrosas dos seus oponentes. “Aqui, os problemas são resolvidos pelos adversários em um ou dois anos, ou até em menos tempo. Sabem que não é possível cumprir o que prometem, mas ignoram isso. É preciso que o eleitor veja quem tem proposta concreta, que pode ser colocada em prática”.
 
Finalizando, Cahulla declarou que “política se faz com razão e com o coração. Meu mandato só serve para fazer o bem, é assim que quero continuar governando. Se preciso, vou governar sim com a espada na mão para defender o nosso povo. No meu palanque, no meu grupo, não tem espaço para corruptos e por isso quero o seu voto para uma Rondônia cada vez melhor”.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS