close

Confúcio afirma que ficha limpa e qualificação técnica serão a marcas do seu governo

Confúcio afirma que ficha limpa e qualificação técnica serão a marca do seu governo

DA REDAÇÃO

3 de Novembro de 2010 às 09:17

Confúcio afirma que ficha limpa e qualificação técnica serão a marcas do seu governo

FOTO: (Divulgação)

O governador eleito Confúcio Moura (PMDB) disse que para ser secretário ou assumir qualquer cargo de confiança no seu governo, além de possuir qualificações técnicas compatíveis com a função, tem que ter ficha limpa.
 
“Nenhum dos nomes que foram veiculados pela imprensa durante a campanha será indicado para compor meu governo. Por enquanto os únicos cargos confirmados são o de governador e vice”, destacou Confúcio Moura.
 
As declarações foram feitas nesta segunda-feira (01), na primeira entrevista coletiva à imprensa da Capital, na sede do Pool de Empresas, em Porto Velho.
 
Segundo Confúcio Moura, a partir do dia 20, depois de conversar com os aliados, é que ele e sua equipe de transição devem começar a definir alguns auxiliares.
 
“Todos eles, entretanto, serão submetidos à investigação interna para saber se tem algum envolvimento policial ou jurídico. Vamos verificar também se são eticamente limpos para ocupar cargo público”, observou.
 
Cargos comissionados
 
Sobre os cargos comissionados do atual governo, cerca de 13 mil, disse que espera receber o Estado sem essas pessoas ocupando cargos que são de confiança.
 
‘Eles foram contratados para servirem de cabos eleitorais e não para servirem o Estado. Mas não desejo demitir ninguém. Espero que o governador faça isso para que eu possa assumir sem ter essa preocupação”, frisou.
 
Confúcio Moura negou que tenha negociado cargos ou qualquer outro tipo de benefício em troca do apoio de Expedito Júnior, Mauro Nazif ou de qualquer outro.
 
“Não se pode escolher eleitor nem quem vai apoiar o candidato durante a eleição, mas não negociei absolutamente nada com ninguém”, acentuou.
 
Sobre o orçamento, que deverá ser votado em dezembro, Confúcio declarou que pretende alterar o que for possível para atender os interesses do novo governo.
 

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS