close

Sistema FIERO articula intercâmbio para formação profissional com instituição peruana

Sistema FIERO articula intercâmbio para formação profissional com instituição peruana

DA REDAÇÃO

10 de Maio de 2011 às 10:40

Sistema FIERO articula intercâmbio para formação profissional com instituição peruana

FOTO: (Divulgação)

A agenda de compromissos da caravana do Sistema FIERO na capital de Lima, no Peru, rendeu também visita às instalações do Serviço Nacional de Adestramento em Trabalho Industrial (SENATI), organização autônoma voltada à formação e capacitação da mão de obra peruana. A proposta do SENATI assemelha-se a do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), cuja preocupação é prover soluções à indústria de Rondônia, a partir da estratégia de ações que respondem às demandas empresariais que o mercado requer.
 
Primeiramente, foram apresentadas aos rondonienses as atribuições do SENATI pelo sub diretor nacional da instituição, Jorge Castro Léon. Ele discorreu sobre a formação do Conselho Nacional do SENATI e abordou o processo de aprendizagem da formação básica à formação na empresa (formação específica), com enfoque prático a partir do desenvolvimento de habilidades (conhecimentos e capacidades).
Sobre o perfil econômico de Rondônia, suas potencialidades e vantagens competitivas e comparativas, o presidente do Sistema FIERO, Denis Baú, apresentou os números do desenvolvimento do Estado, confirmados por pesquisas atualizadas, que impactaram os representantes do SENATI e empresários peruanos.
 
“Rondônia atravessa momento de deflagrada ascensão econômica e possui, em execução, o maior investimento privado do mundo, a construção do Complexo Hidrelétrico do Rio Madeira. A proximidade entre Rondônia e Peru fortalece ainda mais o intercâmbio dos laços comerciais, culturais, sociais, entre as regiões”, argumentou o presidente.
 
A atuação do SENAI-RO acompanha o ritmo acelerado de desenvolvimento de Rondônia. No ano passado, mais de 20 mil pessoas foram formadas pela Casa, enquanto que ao longo dos seus 50 anos de existência no Estado, foram certificadas quase 100 mil pessoas. A explanação do diretor regional, Vivaldo Matos, evidenciou os investimentos da instituição em projetos de inovação tecnológica e a construção de sete novas unidades pelo interior do estado para o amplo atendimento aos diversos segmentos industriais. “O SENAI-RO conta com mais de 160 instrutores capacitados e 85% dos alunos formados pela instituição são absorvidos pelas empresas locais”, analisou.
 
Também participaram da visita ao SENATI, a diretora-secretária do Sistema FIERO e presidente do Sindicato das Indústrias do Vestuário de Rondônia (Sindivest), Helena Aparecida Riça Mourão, o superintendente da Federação das indústrias do estado de Rondônia (FIERO), Gilberto Baptista e a consultora na área têxtil e de Confecção do SENAI-RO, Marília Pereira de Souza.    
 
O SENATI foi criado em 1961 por uma iniciativa da Sociedade Nacional da Indústria e registrou, em 2010, oito mil empresas conveniadas em aprendizagem. As carreiras tradicionais oferecidas pelo SENATI agrupam-se nas áreas de Eletrotécnica, Metalmecânica, Confecção e Atividades Administrativas.

A visita foi finalizada com a presença do presidente do SENATI, Jorge Licetti Conicia, que recebeu os representantes do Sistema FIERO em almoço de integração. 

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS