close

Governo quer ampliar participação da microempresa em licitações

A empresa que tiver interesse em tornar-se fornecedora de bens e serviços ao Estado deve cadastrar-se em site da Supel; governo tem perto de R$ 800 milhões para investir em compras.

DA REDAÇÃO

30 de Maio de 2011 às 16:15

Governo quer ampliar participação da microempresa em licitações

FOTO: (Divulgação)

A empresa que tiver interesse em tornar-se fornecedora de bens e serviços ao Estado deve cadastrar-se em site da Supel; governo tem perto de R$ 800 milhões para investir em compras.

O governo de Rondônia dispõe em torno de R$ 800 milhões este ano para aquisição de produtos e serviços, e parte desse montante pode ser destinado a micro e pequenas empresas. A informação é do presidente da Supel (Superintendência Estadual de Compras e Licitações), Márcio Rogério Gabriel.

Gabriel concluiu esta segunda-feira (30), em Porto Velho, a agenda do “Seminário sobre a nova forma de licitar do governo de Rondônia”. A mesma apresentação foi feita nas cidades de Cacoal Vilhena, Pimenta Bueno, Ariquemes e Ji-Paraná.

Segundo ele, a iniciativa do governo busca facilitar a participação de pequenas empresas nas licitações presenciais  e também através de pregões eletrônicos. “O foco da palestra tem três pontos básicos e que os potenciais fornecedores precisam saber: preço, prazo e qualidade dos produtos e serviços”.

Pela proposta do governo Confúcio Moura, Gabriel diz que o seminário tem dois focos: meios para ampliar a participação de micro e pequenas empresas nas licitações públicas, e também que os processos licitatórios devem ser  abertos e transparentes a quem quiser competir em preço e qualidade e quantidade. “Não adianta ter preço, qualidade, produto bom, mas não atender à demanda”, disse o titular da Supel.

O seminário ocorreu no auditório do Senac, à rua Tabajara, 539, e contou com assistência em torno de 130 pessoas. “Discutir o assunto aqui é importante porque o licitatório estabelece disciplina fundamental de que o Estado deve prezar pelo interesse público”.

Pedro Teixeira Chaves, superintendente do Sebrae/RO, destacou a iniciativa do governador Confúcio Moura em buscar aprimorar o sistema de compras governamentais e licitação (lei 8666), abrindo espaço para as micro e pequenas empresas com transparência. Ele falou também sobre Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas. Abordou também a importância de fornecedor ao serviço público do Microempreendedor Individual, entre outros assuntos.

Adesão

Para fazer parte do cadastro de fornecedor do governo de Rondônia, as micro e pequenas empresas devem, antes de tudo, cadastra-se no site www.supel.ro.gov.br  . Segundo ele, “o governo tanto tem interesse como se esforça para ampliar a participação da pequena empresa no volume de bens e serviços fornecidos ao Estado”.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS