close

PAINEL POLÍTICO – Governo falha e põe a culpa na Assembleia. Revelada a identidade do piloto que pegou a namorada de helicóptero na FIMCA

PAINEL POLÍTICO – Governo falha e põe a culpa na Assembleia. Revelada a identidade do piloto que pegou a namorada de helicóptero na FIMCA

DA REDAÇÃO

3 de Junho de 2011 às 15:37

PAINEL POLÍTICO – Governo falha e põe a culpa na Assembleia. Revelada a identidade do piloto que pegou a namorada de helicóptero na FIMCA

FOTO: (Divulgação)

Transferindo
O governo do Estado, que desde o começo anda atrapalhado, resolveu transferir a culpa das lambanças para a Assembleia Legislativa. Nos últimos dias, emissários palacianos andam espalhando que “quem atrapalha o governo é a Assembleia” e que os deputados “mais atrapalham do que ajudam”.
Óbvio
Que Confúcio precisa achar culpado. Sua gestão vem sendo marcada por um trabalho constante de bombeiro, praticamente todos os dias ou ele ou assessores diretos precisam estar dando explicações sobre as trapalhadas governistas, como crise nos quartéis, crise na saúde, crise na educação, desentendimento entre secretários, paralisação de licitações, enfim, todos os problemas que os rondonienses vem acompanhando desde janeiro, quando Confúcio assumiu o governo.
Aprovando
Com raras exceções a Assembleia refutou o governo. Praticamente todos os projetos encaminhados foram aprovados, da criação de cargos a flexibilização no orçamento. A Casa se colocou contrária a nomeação de José de Oliveira para a Defensoria por acreditar, amparada em documentos, que ele não possui condições de exercer o cargo, como da mesma forma pressionou o governo no incidente em Vilhena, em relação a apresentação de uma banda gospel em uma escola.
Fiada
Pura conversa fiada a do governador Confúcio Moura ao afirmar que a saída de Vera Lúcia Paixão da secretaria de Administração foi por causa de “desentendimentos entre os secretários”. O governo sentiu que precisa de uma liderança forte na Assembleia e optou por Neodi Oliveira, que em ocasiões anteriores se mostrou um aliado nada confiável. Neodi também foi o responsável pela saída de Josenildo Nascimento da Sedam. Como já havia uma insatisfação do adjunto do meio ambiente, ele aproveitou para empurrar Francisco Sales, que é seu aliado em Machadinho.
Mas
A demissão de Vera Lúcia pode custar caro ao governo. Ela era indicada pela cota do PSB, de Mauro Nazif, que na noite de quinta-feira estava atônito com a saída de sua protegida. Ela não foi informada pelo governador, que já demonstrou não ter lá muita consideração por seus assessores diretos. Para se ter uma idéia, nem mesmo a assessoria de comunicação do governo havia sido informada dessas mudanças. Total falta de respeito com a população e principalmente com seus assessores, que bem ou mal, são a linha de frente do governo.
Peculiar
Essa mania de demitir os outros pela internet, além de ser deselegante é desrespeitosa. Na hora de contratar é só amor e promessas de felicidade e na hora de demitir sequer tem coragem de olhar no olho e dizer os motivos. Realmente, Confúcio está errando feio.
Voltando
Neodi como líder do governo não vai ser lá essas coisas. Como presidente da Assembleia era mais ou menos como a rainha da Inglaterra e Alexandre Muller na secretaria de Saúde, tinha o cargo, mas não mandava nada. Na Assembleia quem mandava mesmo na época de Neodi era Nelci Batiston, seu todo-poderoso secretário geral. Como líder do governo vai ser a mesma coisa. Na hora que o “pau quebrar” de verdade, vai abandonar o barco, como fez em situações anteriores. É esperar para conferir.
Explicações
Neodi ainda responde a uma série de ações judiciais referentes a Operação Dominó e ainda foi acusado, pelo irmão do ex-deputado Carlão de Oliveira, Moisés Oliveira, de ter comprado um avião e alugado a aeronave para a Assembleia. A aeronave teria sido apreendida no aeroclube transportando cerca de meia tonelada de maconha. Esse é o líder do governo na Assembleia Legislativa.
Falha
Erramos na última coluna ao informar a saída de Carla Ito, adjunta da SEAD. É que a informação havia chegado truncada, mas tão logo confirmamos as novas informações, fizemos as correções. Pedimos desculpas pela falha.
Seguindo
Quem conhece diz que Orlando Ramires é um nome complicado para a secretaria de Saúde do Estado. Ele foi secretário de saúde em Ji-Paraná enquanto José Batista era secretário de Administração. Batista se referia a Ramires como “secretário preguiçoso e incompetente”, resta saber se mudou a opinião de Batista ou mudou o perfil de Ramires, que sempre foi um dos “queridinhos” de José Bianco, prefeito de Ji-Paraná.
Ainda a saúde
Os pedidos de emergência para compra de medicamentos e aquisição de produtos ortopédicos quase dobrou em relação ao governo anterior. Estão criando situações para vender soluções e apenas algumas secretarias estão atendendo a secretaria com presteza. Bom a Assembleia ficar de olho e dar uma “atrapalhada” nesse contrato emergencial feito pelo governo em janeiro deste ano. Pela Saúde, nada mudou.
Pipoco
Ivo Cassol foi a um programa de TV acompanhado do gerente da concessionária Saga (Volks, Hyundai) e juntos fizeram uma grave denúncia contra o secretário de saúde do município, Williames Pimentel, que chegou a ser cotado para assumir a secretaria estadual de Saúde, indicado pelo senador Valdir Raupp. Cassol acusou o secretário de comprar 85 carros em Belo Horizonte (MG) de uma empresa cujo capital social é de R$ 50 mil. Como o negócio envolveu uma soma de R$ 2,6 milhões, o capital da empresa deveria ser de no mínimo 10% desse valor.
Vai sair
Beto Bertagna, que está à frente do Instituto de Patrimônio Histórico e Arquitetônico Nacional – IPHAN deve deixar o cargo nas próximas semanas. Em seu lugar deve assumir Ariel Argob, cuja documentação já está em Brasília. Uma série de reportagens produzidas pelo Rondoniaovivo sobre o descaso em Rondônia com o patrimônio deram um “empurrãozinho” nessa saída. Bertagna havia sido indicado pela ex-senadora Fátima Cleide.
Voando
Passado pouco mais de dois anos, desde que um helicóptero da Força Aérea Brasileira pousou no estacionamento da FIMCA, para buscar uma acadêmica cujo namorado estava no “asas rotativas”, finalmente foi revelada a identidade do namorado voador. Trata-se do tenente da Base Aérea de Porto Velho, Sávio Mayer. A ventania provocada pela força das hélices chegou a balançar as vidraças das salas de aulas. Em pesquisa nas redes sociais, no perfil do Twitter - http://twitter.com/#!/saviomayer o militar se apresenta como “Empreendedor, Consultor e Professor de Matemática, Estatística, Finanças, do Mercado Financeiro e de Capitais”.
Alerta máximo
Cientistas que estão testando a cepa mortal de E. Coli, que provocou um surto na Europa, descobriram que a bactéria combina uma toxina altamente venenosa, mas bem comum, com uma "cola" raramente vista que a gruda no intestino das pessoas. Pode demorar meses até que a equipe de pesquisadores entenda por completo as características da bactéria que já matou 18 pessoas na Europa. Eles acreditam que esta cepa seja a mais tóxica a atacar o ser humano. A maioria das bactérias Escherichia coli, ou E. Coli, são inofensivas. A cepa que está fazendo as pessoas adoecerem, conhecida como 0104:H4, é parte de uma classe de bactérias conhecidas como Shiga, que produz uma toxina. Esta classe tem a habilidade de se grudar na parede intestinal, onde bombeia a toxina, causando diarreia e vômito. Nos casos graves, causa a Síndrome Hemolítico-Urêmica (SHU), que ataca os rins levando ao coma, ataque epilético e derrame. A cepa alemã parece combinar a toxina encontrada no tipo mais comum de bactéria desta classe nos Estados Unidos, conhecida como E. coli O157:H7, com um agente incomum de "cola". A Organização Mundial da Saúde confirmou que esta cepa "nunca foi isolada em pacientes antes", e revelou que a bactéria aparentemente adquiriu genes extras que a tornou mortal.
Contatos
Contatos com a coluna podem ser feitos pelo alan.alex@gmail.com – painelpolitico@hotmail.com – www.painelpolitico.com - @painelpolitico – telefones 3225-7495 e 9248-8911.
 
 

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS