close

GREVE – Agentes penitenciários conseguem apoio de deputados e Governo não consegue convencer adiamento da votação do PCCR

Os agentes foram bastante críticos quanto ao posicionamento do Governo em contrariar um acordo firmado no dia 19 de maio com o Sindicato, quando foi aprovado o encaminhamento do PCCR (Plano de Carreira, Cargos e Remuneração) para sanção na Assembléia Legi

DA REDAÇÃO

30 de Agosto de 2011 às 08:16

GREVE – Agentes penitenciários conseguem apoio de deputados e Governo não consegue convencer adiamento da votação do PCCR

FOTO: (Divulgação)

O presidente do SINGEPERON (Sindicato dos Agentes Penitenciários, Socioeducadores, Técnicos Penitenciários e Agentes Administrativos Penitenciários de Rondônia) Anderson Pereira, acompanhado de uma comissão formada por agentes penitenciários e socioeducadores, foi até o gabinete do deputado Estadual Jean de Oliveira (PSDB) para discutir a greve que deve ser deflagrada no dia 1º de setembro em todo Estado de Rondônia.
 
Os agentes foram bastante críticos quanto ao posicionamento do Governo em contrariar um acordo firmado no dia 19 de maio com o Sindicato, quando foi aprovado o encaminhamento do PCCR (Plano de Carreira, Cargos e Remuneração) para sanção na Assembléia Legislativa até o dia 31 de agosto, após um acordo mútuo entre as partes. Porém o Estado mudou tudo e avisou que deve levar mais 70 dias para apresentar o PCCR alterado.
 
Os agentes se queixaram que a revolta foi maior pelo fato do Governo criar uma expectativa em torno do aumento salarial que acarretaria com a aprovação do PCCR.
 
O deputado disse ao presidente do sindicato da categoria que o Governo tem instrumento para resolver esse impasse, mas ressaltou que não entende a atitude de alguns assessores do alto escalão por tomar atitude contrárias as propostas do próprio governador Confúcio Moura, que havia se comprometido a aprovar o Plano da categoria em sistema de urgência.
 
O deputado se reuniu com os agentes e assumiu a frente como conciliador entre as partes, disse que vai estabelecer um diálogo com o Governo para uma apresentação coerente em relação a contraproposta das reivindicações dos agentes para que se evite a greve, mas caso não haja acordo, Jean assumiu o compromisso de apoiar a categoria.
 
REUNIÃO
 
No final da tarde de ontem ainda agentes penitenciários, acompanhados dos deputados Jean Oliveira e Euclides Maciel (PSDB), estiveram reunidos com Rui Vieira, titular da SEAD (Secretaria de Estado da Administração), Carla Ito, Secretária Adjunta da SEAD, Cira Moura (irmã do governador Confúcio Moura e secretária da SEAE – Secretaria de Assuntos Estratégicos) e equipe técnica.
 
O Governo quis mostrar a inviabilidade de aumentar os salários da categoria de acordo com o orçamento do Estado, porém os agentes lembraram a Cira Moura que quem estipulou uma data para a votação do PCCR e acordou em ata foi o próprio Governo em comum acordo com os agentes e socioeducadores.
 
Alguns agentes disseram que a impressão que o Governo passa é que não sabe o que significa uma paralisação dos agentes no Estado.
 
Tanto Jean quanto Euclides tomaram a frente dos agentes penitenciários e pediram providências para que não ocorra a greve, mas que seja tomada a decisão correta com a categoria e que o Governo assuma uma postura coerente diante da greve que está em iminência de ocorrer.
 
Ficou acertado que entre hoje (30) e amanhã (31) ocorra uma reunião definitiva e apaziguadora para tentar evitar que a greve ocorra. Mas o presidente da categoria, Anderson, junto com seus pares, que o acompanharam na reunião, foi objetivo e claro, não havendo acordo dia 1º de setembro os agentes cruzam os braços.
 

Nessa primeira reunião entre Estado e Agentes após aviso da deflagração da greve, o Governo não conseguiu convencer a categoria, para alguns está adiando o inevitável. A reunião aconteceu na Sala de Projetos do Governo, um sala que fica localizada em frente ao Prontocor, na rua Paulo Leal, região central de Porto Velho.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS