close

Caixa eletrônico em Fórum põe em risco segurança de servidores, avalia Sinjur

A ação de três ladrões que, fortemente armados e fantasiados de policiais militares, invadiram as dependências do Fórum Cível de Porto Velho, na madrugada desta segunda-feira, para arrombar um caixa eletrônico, deixou em alerta a diretoria do SINJUR (enti

DA REDAÇÃO

11 de Outubro de 2011 às 08:27

Caixa eletrônico em Fórum põe em risco segurança de servidores, avalia Sinjur

FOTO: (Divulgação)

A ação de três ladrões que, fortemente armados e fantasiados de policiais militares, invadiram as dependências do Fórum Cível de Porto Velho, na madrugada desta segunda-feira, para arrombar um caixa eletrônico, deixou em alerta a diretoria do SINJUR (entidade sindical que representa os servidores da Justiça), que pede mais segurança para o local. O vigilante que faz a segurança do Fórum foi espancado pelos bandidos e teve a arma roubada.
A ação, embora isolada e ocorrida em horário em que há pouca movimentação no local, evidencia o perigo que correm os servidores da Justiça que trabalham no Fórum Cível da capital. A diretoria do SINJUR se pronunciou dizendo que ou a segurança é reforçada ou o caixa deve ser retirado do Fórum, uma vez que numa dessas tentativas de roubo, servidores podem ser feridos ou até mortos numa eventual troca de tiros.
De acordo com informações de testemunhas, três homens disfarçados de policiais militares invadiram o Fórum, agrediram o vigilante e tentaram roubar o dinheiro do caixa eletrônico. Como servidores começaram a chegar ao local, os ladrões fugiram levando apenas a arma do vigia. Os assaltantes, segundo a vítima, estavam em dois veículos, o que denota o poder do grupo, que parece ser articulado e organizado.
Para o presidente do SINJUR, o que aconteceu com o guarda deve ser considerado pela Justiça, porque pode vir a se repetir e, talvez, de forma mais grave. “Esses ladrões, a meu ver, não são ladrõezinhos não, eles têm armas de grosso calibre, possuem carros velozes e até fardamento militar. Uma nova investida não pode ser descartada, e, por isso, os servidores carecem de maior proteção”, acentua.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS