close
logorovivo2

PAINEL POLÍTICO - Saiba quem poderá estar na disputa pelo governo em 2014 - Alan Alex

Faltando pouco menos de dois anos para as eleições, lideranças começam a se articular de olho na sucessão de Confúcio Moura, que a cada dia fica mais distante da reeleição.

DA REDAÇÃO

22 de Janeiro de 2013 às 18:10

PAINEL POLÍTICO - Saiba quem poderá estar na disputa pelo governo em 2014 - Alan Alex

FOTO: (Divulgação)

Abrindo

 

Com o fiasco da gestão Confúcio Moura, os rondonienses começam a contar o tempo para o término da administração peemedebista e passam a questionar quem poderá administrar o Estado a partir de 2015. Um fator complicador nessa questão é a situação jurídica em que se encontram as duas maiores lideranças políticas da atualidade, o ex-senador Expedito Júnior e o senador Ivo Cassol. Ambos dependem de decisões de tribunais superiores para poderem ser candidatos e a situação de Cassol é mais difícil, tendo em vista as sucessivas condenações que vem recebendo. Com base na lei do Ficha Limpa, o registro de candidatura do italiano pode ser indeferido e é quase certo que ele fique fora do próximo pleito, preferindo cumprir seu mandato no Senado.

 

Já Expedito

 

Aguarda com ansiedade o julgamento de uma questão técnica, que atualmente está empatada, o fato da lei retroagir ou não para puni-lo ainda mais. Ele perdeu o mandato no senado e a eleição de 2010 por ter concorrido sub-júdice. Como bem sabemos, o eleitor brasileiro não gosta de “perder o voto”. Com isso, o cenário fica complicado, mas existem alguns nomes que podem crescer, caso a situação de ambos perdure. Vamos ver.

 

Do interior

 

Da região central do Estado o nome que mais vem ganhando força é o de Juan Alex Testoni, o milionário prefeito de Ouro Preto do Oeste que revolucionou a forma de administrar. Ouro Preto teve a infelicidade de eleger sucessivos prefeitos ruins, como Irandir Oliveira, acusado de dezenas de crimes, entre eles estelionato e suspeita de envolvimento com tráfico; Carlos Magno, que foi preso na Operação Dominó, pela Polícia Federal em 2006. Testoni acabou com as secretarias, insituiu gerências administrativas e mudou a cara da cidade. Recentemente anunciou que pensa em deixar a vida pública, mas a pressão para que dispute o governo é imensa e ele deve ceder.

 

Da família

 

Já Ivo Cassol enxerga longe e sabe que pode contar com dois nomes de peso na sua família, seu irmão Cézar Cassol que foi eleito prefeito em Rolim de Moura nas últimas eleições e sua irmã, Jaqueline Cassol, que anda afastada da vida pública mas já mostrou que sabe, e pode, enfrentar tal desafio. Um terceiro Cassol nessa história é Scheila, eleita vereadora em Pimenta Bueno nas últimas eleições que não viria para governo, mas vem sendo sondada para disputar uma cadeira na Assembleia.

 

Do partido

 

Expedito Júnior não quer nem ouvir falar em ficar fora das eleições. Já deixou claro por diversas vezes que seu foco não é o governo e sim o Senado. Quer retomar a vaga perdida no tapetão para o senador Acir Gurgacz e comprovar mais uma vez que tem carisma e voto. Reservado nessa questão, Júnior observa o desempenho do governo Confúcio e olha as fileiras de sua legenda, o PSDB. Por lá, alguns nomes prometem, mas não tem nada ainda definido. Quem pensa em Mariana Carvalho, pode esquecer, em 2014 ela terá apenas 28 anos, sem idade suficiente para candidatar-se a função.

 

Da Capital

 

Por aqui o nome mais gabaritado para uma disputa desse porte é o do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Hermínio Coelho. O parlamentar, que vem conseguindo conduzir a Casa com relativa tranquilidade, desponta como um forte opositor ao governo Confúcio e vem demonstrando isso através de denúncias e discursos duros contra o próprio Confúcio e seus assessores. E no decorrer dos próximos meses Hermínio deve voltar à carga. Outro nome que também pode ressurgir é o do empresário Mário Português, que disputou a prefeitura nas últimas eleições. Mário, cujo perfil de empreendedor agrada o eleitorado, principalmente do interior, se não entrar como cabeça de chapa seria um forte vice, já que transita com tranquilidade no meio empresarial.

 

Por fora

 

Outro nome da capital que já chegou a anunciar oficialmente sua intenção de entrar na disputa é o empresário Kazan Roriz de Carvalho, proprietário da empresa Fox Pneus. Ele está organizando o Partido Ecológico Nacional (PEN) no Estado e há tempos ensaia seu ingresso na política de forma mais efetiva. Kazan também não descarta a possibilidade de entrar na disputa por uma vaga no Senado.

 

Sindicância

 

A ordem é não dar trégua, de forma alguma, aos maus administradores públicos. As pessoas, sobretudo aquelas que ocupem os cargos mais relevantes, precisam saber que, se cometerem algum deslize, vão ser responsabilizadas por isso. Elas precisam saber que responderão no âmbito criminal, civil, administrativo, enfim, que elas serão responsabilizadas em todas as frentes possíveis, justamente para deixar claro que o crime não compensa e que isso sirva para evitar que outros busquem o mesmo caminho criminoso”. A fala é do procurador do Ministério Público Federal Reginaldo Trindade em relação ao ex-prefeito de Porto Velho Roberto Sobrinho, cujos dias como servidor público vão estar contados, se depender do MPF, Ministério Público Estadual e Assembleia Legislativa, onde Roberto é servidor. Uma reunião ocorrida nesta terça-feira no MPF definiu compartilhamento de provas e colaboração para abertura do processo administrativo.

 

Lei Seca

 

O Procurador do Detran Saulo Rogério de Souza foi detido numa blitz da lei seca na madrugada do dia 20 em Porto Velho. Pagou fiança e foi liberado em seguida. O caso por si só é inconveniente, até porque como servidor do órgão responsável pelo trânsito, Saulo deveria dar bom exemplo.

 

Fora isso

 

Ele foi marido da empresária Jaqueline Cassol, que nada tem a ver com a vida pessoal de Saulo. Mesmo assim, ela se surpreendeu ao ver uma antiga foto ao lado dele, ilustrando matérias sobre o incidente divulgadas em vários sites de notícias. Atualmente Jaqueline administra a franquia Dudalina, no Porto Velho Shopping.

 

Na FIERO

 

O Ministério Público do Trabalho (MPT), por meio da Procuradoria Regional do Trabalho da 14ª Região, emitiu parecer do processo da Ação Cautelar de n° 0000962-76.2012.5.14.0005, em que preconiza o cancelamento das eleições para formação da Diretoria da Federação das Indústrias do Estado de Rondônia (FIERO), ocorridas em 04 de outubro de 2012. O Procurador também recomendou a reabertura de prazo para a inscrição de chapas concorrentes, ampla publicidade do novo processo de escolha da futura diretoria e a realização de novas eleições. Esse parecer do MPT é mais uma que ratifica a atitude dos membros do conselho de representantes da FIERO que, exercendo sua soberania prevista no estatuto, anulou por maioria de votos (14 a zero) o processo eleitoral ocorrido em outubro e decidiu pela abertura de novo prazo para a inscrição de chapas e eleição naquela entidade. Soberania esta, reconhecida pela juíza da 5ª vara do Trabalho de Porto Velho por meio da decisão proferida nos autos do processo 0001169-75.2012.5.14.0005.

 

Na carne

 

A Polícia Civil deflagrou nesta terça-feira a Operação Judéia e prendeu dois agentes da corporação acusados de “recebimento de propina” para facilitar o tráfico de entorpecentes na região de Cujubim, na grande Ariquemes. Além deles foram presos ainda duas pessoas acusadas de tráfico. A operação contou com a participação de órgãos de inteligência da própria polícia e foram realizadas buscas e prisões também em Porto Velho.

 

Fale conosco

 

Contatos com a coluna podem ser feitos pelos telefones (69) 3225-9979 / 9209-0887, ou ainda pelo e-mail alan.alex@gmail.com. No Facebook/painel.politico, no Twitter/painelpolitico ou ainda no www.painelpolitico.com. Caso queira entregar denúncias ou documentos, favor encaminhar para Avenida Abunã, 1345, Olaria, Porto Velho – RO aos cuidados de Alan Alex.

 

Perda de audição acelera declínio de funções cerebrais

 

Adultos com perda de audição são mais suscetíveis ao desenvolvimento de problemas de memória e nas funções cognitivas, segundo um novo estudo da Universidade Johns Hopkins. Voluntários com perda de audição fizeram testes cognitivos durante seis anos e os especialistas constataram um declínio nessas habilidades, uma diminuição entre 30% e 40% em comparação com aqueles com audição normal. Em média, adultos com perda de audição tiveram um prejuízo significativo em suas habilidades cognitivas 3,2 anos mais cedo que os demais. A descoberta, publicada na revista médica on-line JAMA é parte de um estudo sobre a saúde de idosos negros e brancos em Memphis e Pittsburgh, nos EUA, feito com 1.984 homens e mulheres entre 75 e 84 anos. De acordo com o pesquisador Frank Lin, epidemiologista, todos os participantes do estudo tinham as funções cognitivas normais em 2001, quando a pesquisa começou, e foram inicialmente testados para perda de audição, que os especialistas no assunto definem como reconhecível apenas em sons mais altos que 25 decibéis. "Nossos resultados mostram que a perda auditiva não deve ser considerada uma inevitável parte do envelhecimento, porque pode vir com sérias consequências para o cérebro a longo prazo", diz Lin.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS