close
logorovivo2

Governo quer garantir ainda este ano água tratada para 70% da população da Capital

Governo quer garantir ainda este ano água tratada para 70% da população da Capital

DA REDAÇÃO

6 de Junho de 2013 às 17:20

Governo quer garantir ainda este ano água tratada para 70% da população da Capital

FOTO: (Divulgação)

Até o final do ano deverão estar concluídas as obras de ampliação do sistema de abastecimento de água em Porto Velho realizadas com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC-I), da ordem de R$ 120 milhões, com contrapartida de R$ 23 milhões do Governo da Cooperação. Foi o que informou a secretária executiva do governo estadual, Iacira Azamor, ressaltando que com essa ampliação cerca de 70% da população da Capital contará com água tratada em suas casas. Para atender aos 100%, segundo a secretária, o Ministério das Cidades já autorizou o repasse de R$ 14 milhões do PAC II, já licitados; e mais 24 milhões do PAC II com projeto na Caixa Econômica Federal (CEF) para aprovação, cuja execução deverá ocorrer a partir do próximo ano.
“Vale salientar que a obra em execução contempla captação, estação de tratamento e rede de distribuição da água”, explicou lacira Azamor, adiantando que em setembro serão assinados contratos para garantir abastecimento de água nos distritos de União Bandeirantes, no valor de R$ 7,5 milhões; e Vista Alegre do Abunã, ao custo de R$ 5,3 milhões, ambos na região de Porto Velho.
Com relação às obras de esgotamento sanitário da Capital, com recursos de R$ 600 milhões do PAC I e contrapartida de R$ 30 milhões do Estado, a secretária executiva disse que os projetos estão em fase de elaboração para ser licitados, provavelmente, a partir de julho.
Outros R$ 10 milhões foram garantidos pelo PAC-II para obras de abastecimento de água em Jaru; e R$ 44 milhões para esgotamento sanitário. Numa segunda etapa, o município será beneficiado com mais R$ 17 milhões para conclusão do sistema de esgotamento sanitário.
No PAC II ainda serão beneficiados os municípios de Ji-Paraná, com recursos da ordem de R$ 31 milhões para as obras do sistema de abastecimento de água; e R$ 179 milhões para esgotamento sanitário. Já o município de Rolim de Moura foi beneficiado com R$ 44 milhões para esgotamento sanitário.
Para o governador Confúcio Moura, as obras representam um grande salto para todo o Estado, que aos poucos deverá ter todos os 52 municípios atendidos pela parceria dos governos estadual e federal, refletindo diretamente na melhoria da qualidade de vida da população. “Água tratada e esgotamento sanitário significam mais saúde para a população e redução do fluxo nos hospitais, gerando economia de recursos para ser aplicados em outras demandas”, reforçou o governador.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS