close
logorovivo2

Governo recebe propostas para construção de novo hospital

Governo começa a receber propostas para construção de novo hospital

DA REDAÇÃO

19 de Julho de 2013 às 14:42

Governo recebe propostas para construção de novo hospital

FOTO: (Divulgação)

O esforço do governo estadual de elaborar projeto arquitetônico para uma unidade de saúde que atenda às necessidades da população terá novo desdobramento no próximo dia 30, quando a Superintendência Estadual de Licitações (Supel) realizará sessão pública, a partir das 13h, para recebimento de propostas referentes à Concorrência Pública nº 42/2013/Celpe/Supel, que objetiva a contratação de empresa para construção do Hospital de Urgência e Emergência de Porto Velho. O edital com todas as especificações para contratação da empresa está disponível no Diário Oficial do Estado do dia 27 de junho, podendo ser acessado também no portal: www.diof.ro.gov.br.
A nova unidade, que irá substituir o Pronto Socorro João Paulo II que tem capacidade para 127 pacientes, será construída no prazo de um ano, a contar do início dos serviços, nas proximidades do Hospital de Base, em uma área de 17.370,73 m², contendo 268 leitos (30 destinados ao tratamento intensivo). 
Conforme o superintendente de Licitações, Márcio Gabriel, o projeto é fruto da parceria do Estado com a Santo Antônio Energia e terá investimento da ordem de R$ 47,4 milhões do Programa Integrado de Desenvolvimento e Inclusão Socioeconômica (Pidise) financiado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Além da estrutural predial moderna composta por quatro andares, o novo pronto atendimento da Capital será todo climatizado e informatizado; contará com circuito fechado de TV para garantir a segurança dos usuários e servidores, além de dois elevadores para o público, quatro elevadores para funcionários e pacientes, um elevador de serviço e quatro andares adaptados para pessoas com necessidades especiais, necrotério e sistema de som/comunicação, seguindo todas as recomendações e diretrizes de humanização e de sustentabilidade. Serão seis salas de cirurgias, dois tomógrafos, duas salas de raio-X, lavanderia; cozinha/restaurante, vestuário para funcionários com área para descanso, área para pouso de helicóptero, fábrica de gases medicinais, grupo gerador, estacionamentos para funcionários, visitantes e pacientes.
Ao apresentar o projeto, o governador Confúcio Moura afirmou que a proposta é que o novo hospital seja um divisor de águas no atendimento à saúde da população da Capital e também dos pacientes dos municípios do interior.
Os interessados em participar da concorrência pública devem se dirigir à Sala de Abertura de Licitações, da Supel, no Palácio Rio Madeira, Edifício Rio Jamari (curvo à direita), 1º piso, na avenida Farquhar, s/nº, bairro Pedrinhas.
ESTATÍSTICAS
O Hospital João Paulo II, chamado pelos técnicos de para-raio do sistema terciário estadual de saúde, atendeu nos últimos quatro meses mais de 10 mil pessoas; e realizou 1.060 procedimentos cirúrgicos. A unidade integra o programa S.O.S Emergência, que tem por objetivo qualificar a gestão e o atendimento em grandes hospitais integrados ao Sistema Único de Saúde (SUS). Além dos 127 leitos de internação, o João Paulo conta com 10 Unidades de Terapia Intensiva (UTIs), sete Unidades de Cuidados Especiais (UCEs) e uma Unidade para Retaguarda de Terapia Intensiva, Assistência Médica Intensiva (AMI), que funciona 24 horas por dia com 35 leitos de UTI.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS