close

Governo empossa Diretoria do Conselho de Desenvolvimento da Educação

O vice-governador Daniel Pereira fez ver que o mérito sobre este projeto é todo do governador Confúcio Moura, que demonstra muita sensibilidade com o universo de sua gestão, e principalmente em relação à questão educacional.

ASSESSORIA

21 de Fevereiro de 2017 às 14:08

Governo empossa Diretoria do Conselho de Desenvolvimento da Educação

FOTO: (Divulgação)

 Criado pela Lei Complementar nº 908/16, com o intuito de ser um marco no desenvolvimento da educação profissional de Rondônia, o Instituto Estadual de Desenvolvimento da Educação Profissional (IDEP) empossou nesta terça-feira (21), em Porto Velho, a primeira diretoria de seu Conselho Superior com 13 membros titulares, sob a liderança e presidência do professor João Antonio Soares Faria.

A solenidade foi realizada no Salão Nobre Rosilda Shockness, no Palácio do Governo, e apresentou momentos de muito otimismo em relação ao futuro da educação profissional do Estado, que nas palavras do presidente do conselho, vai formar neste período 20 mil alunos em cursos técnicos e de qualificação, para atender a demanda de cada área do mercado com profissionais habilitados e preparados para produzir.

O vice-governador Daniel Pereira fez ver que o mérito sobre este projeto é todo do governador Confúcio Moura, que demonstra muita sensibilidade com o universo de sua gestão, e principalmente em relação à questão educacional. Neste sentido ele citou o esforço que está sendo empreendido pelo Governo com a implantação das primeiras 10 escolas de Ensino Médio Integral, projeto que deverá ser ampliado nos próximos anos e promover a revolução que o setor precisa para melhorar seu desempenho, evoluir e tornar-se referência nacional, na ponta do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb).

Daniel Pereira disse que Rondônia tem tudo para chegar ao primeiro lugar do Ideb, e que “só depende de nós”, afirmou para explicar que para atingir este objetivo Rondônia foi buscar em São Paulo e Recife – os primeiros na lista do índice -, conhecimento e modelo de ensino de excelência, cujos métodos já estão sendo implantados com sucesso no Estado. Ele citou como exemplo de ensino técnico o Instituto Estadual de Educação Rural Abaitará, em Pimenta Bueno, que forma técnicos em áreas de interesse direto do mercado local, como piscicultura, floresta, agricultura, terra e apicultura, com duração de quatro anos em tempo integral, modelo que já está gerando importantes resultados e que está sendo multiplicado em outros municípios.

O professor João Faria, ao descrever a missão do Idep daqui para frente, disse que “meu desafio levar o Estado de Rondônia ao topo da lista da educação profissional do País ”. Segundo ele, é possível fazer com que a educação profissional de Rondônia seja uma referência nacional. “Quero entrar pela porta da frente do Ministério da Educação e trazer de lá os recursos necessários para nossos projetos”, disse.

O primeiro conselho do Idep de Rondônia foi formado por João Antonio Soares de Faria, presidente, Maria Angélica Silva Ayres Henrique, representante da Secretaria da Educação (Seduc), e por Adir Josefa de Oliveira, Angela Maria Aguiar, Eliane Cristina Faria, Fernanda Alexandre, Francisco Elder Souza de Oliveira, Francisco Silveira de Aguiar, Geraldo Dias Valadão, Jeferson Freitas Lopes, Laíze Pereira Magalhães, Maria do Carmo Pereira Herculano, Ronaldo Sawada Viegas, e Tereza Oliveira Sabino, membros titulares.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS