close

Encontro de Mulheres Ribeirinhas é realizado com apoio da Usina Jirau

O objetivo do encontro é incentivar o protagonismo feminino nessas comunidades

DA REDAÇÃO

23 de Outubro de 2017 às 14:45

Encontro de Mulheres Ribeirinhas é realizado com apoio da Usina Jirau

FOTO: (Divulgação)

Dar visibilidade às mulheres do Médio e Baixo Madeira, região ribeirinha próxima à capital de Porto Velho, e incentivar o protagonismo feminino nas comunidades onde vivem: este é o grande objetivo do Encontro de Mulheres Ribeirinhas, promovido pela Secretaria de Estado da Assistência e do Desenvolvimento Social (SEAS), que em 2017 chegou à sua segunda edição.

O evento foi realizado no distrito de Nazaré e a Usina Hidrelétrica (UHE) Jirau deu todo o suporte por meio do Programa de Ações à Jusante (PAJ), assim como na primeira edição realizada em 2016. A equipe técnica do PAJ realizou os pré-encontros para escolha das representantes de cada comunidade e definição dos eixos temáticos para debate no encontro principal. Além de participar das reuniões com a SEAS, a equipe do PAJ também disponibilizou no dia do evento diversos brindes para os participantes.

De acordo com a Coordenadora de Socioeconomia da Energia Sustentável do Brasil, concessionária da UHE Jirau, Juliana Silva, o PAJ considera o evento importante por incentivar as mulheres ribeirinhas a debater e reivindicar as políticas públicas para as localidades em que residem. “Tivemos bons resultados com a realização do I Encontro de Mulheres do Médio e Baixo Madeira, em que diversas questões se desenvolveram, principalmente, nas áreas de educação e saúde”, destacou.

Um resultado que pode ser atribuído ao I Encontro de Mulheres Ribeirinhas do Médio e Baixo Madeira está relacionado com a localidade de Demarcação, onde a escola passou por reformas e adquiriu equipamentos e também foi inaugurado o prédio de uma unidade de saúde. Outro exemplo é o distrito de Nazaré, que recebeu um alojamento para os professores.

Já ao final do II Encontro de Mulheres Ribeirinhas do Médio e Baixo Madeira, foram encaminhados ao poder público abaixo-assinados e ofícios com demandas de melhoria da qualidade de vida das comunidades. As principais reivindicações estão relacionadas aos serviços de saúde, educação, segurança e disponibilização de assistência técnica para produtores rurais da região. As mulheres ainda vão elaborar um documento único, intitulado Carta Aberta, o qual será entregue à Prefeitura de Porto Velho e ao Governo do Estado de Rondônia.
 

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS