close

DOR: Pacientes esperam oito horas para atendimento na UPA Leste

A falta de médico não é o único problema constatado nessa unidade de saúde

RONDONIAOVIVO - JOÃO PAULO PRUDÊNCIO

3 de Abril de 2019 às 08:49

DOR: Pacientes esperam oito horas para atendimento na UPA Leste

FOTO: (Divulgação)

 

Muita demora no atendimento dos pacientes considerados de baixo risco, essa é a recorrente reclamação da comunidade portovelhense nas UPAS da cidade. Um problema que parece se agravar com o baixo efetivo de médicos nessas unidades frente à demanda de alguns dias da semana.

 

Os relatos assustam, pessoas que chegam às seis e meia da manhã e são atendidos apenas no período da tarde. Para quem é classificado como faixa “verde”, o tempo de espera é de três a cinco horas.

 

Nesta última quarta-feira (2), a UPA da zona Leste acabou não sendo capaz de atender a demanda. Pacientes que passaram pela triagem e foram classificados como ficha verde ficaram sem atendimento e tiveram de esperar mais de oito horas, pois não haviam médicos.

 

A falta de médico não é o único problema constatado nessa unidade de saúde, deterioração do espaço e a necessidade urgente de trabalhos de reforma e conservação apontam para um cenário de abandono constatado pelo repórter William Ferreira “Homem do Tempo”.

 

Um prédio com aparência de abandonado, assim pode ser definido o registro feito dentro da UPA Leste pelo repórter.

 

De acordo com o secretário estadual de Saúde, Fernando Máximo, grande partes desses pacientes acabam buscando atendimento nos prontos socorros Cosme e Damião e João Paulo II, causando o inchaço dessas unidades preparadas para atendimento de média e alta complexidade.

 

 

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS