CHEIA – Sul do Amazonas, Humaitá sofre com a cheia do Rio Madeira- Rondoniaovivo.com - NOVO TELEFONE: (69) 3229-8673 CHEIA – Sul do Amazonas, Humaitá sofre com a cheia do Rio Madeira

Anterior

Ministério libera R$ 3,2 milhões à Rolim de Moura para recon

05/03/2014

Anterior

Próxima

Mulher morre em acidente na capital

05/03/2014

Próxima
Página Inicial
Rondônia ,
Twitter Rondoniaovivo.com YouTube Rondoniaovivo.com Facebook Rondoniaovivo.com Rss Rondoniaovivo.com

CHEIA – Sul do Amazonas, Humaitá sofre com a cheia do Rio Madeira

Quarta-Feira, 05 de Março de 2014 / 15:30 - Atualizado em Quarta-Feira, 05 de Março de 14 / 15:39

Nesta última terça-feira (4) o nível do Rio Madeira chegou ao nível histórico de 18,75 m. Além de Porto Velho, Guajará Mirim e Nova Mamoré em Rondônia, as cidades de Humaitá e Apuí, além do Distrito de Santo Antonio de Matupi, pertencente ao município de Manicoré, no sul do Amazonas, também sofrem as consequências da cheia do Rio Madeira.

A rodovia BR 319 que liga Porto Velho a Humaitá possui um ponto de inundação, no entanto, é possível a travessia devido aos trabalhos de engenharia realizados, mas é necessário muita atenção dos motoristas, devido à instabilidade do material utilizado e da força das águas. Além disso, existe uma cratera na rodovia onde o trânsito ocorre somente em meia pista.

 
A orla de Humaitá encontra-se inundada. A balsa da travessia do Rio Madeira na BR 230 (Transamazônica) encontra-se impossibilitada de operar, uma vez que a rodovia federal, encontra-se inundada desde a balsa até o quilômetro 10 e do quilômetro 19 ao 25. Várias casas de moradores que vivem às margens da Transamazônica, estão debaixo d´agua ou estão com águas chegando aos telhados. O transporte de pessoas é feito através de canoas e barcos que navegam desde o quilômetro 25 até Humaitá, por rios e pelas áreas inundadas. 

Moradores de Apuí e do distrito de Santo Antonio de Matupi sofrem com o desabastecimento de gêneros alimentícios, higiene e limpeza, além da falta de combustível. 

No último sábado (1) o vice-governador do Amazonas, Prof. José Melo esteve em Humaitá, para ver de perto como está a população. Na oportunidade anunciou a liberação de R$ 962 mil para o município e mais R$ 400 mil para Boca do Acre que também foi atingida pela cheia do Rio Madeira. Os recursos são destinados à minimização dos efeitos da cheia dos rios Madeira e Purus e deverão ser investidos em infraestrutura, transporte e saúde, já que as duas cidades encontram-se em situação de calamidade pública. 

Em Rondônia, as chuvas são constantes e não há previsão de que parem tão cedo, há diversos pontos de alagamento ao longo das rodovias que levam ao estado vizinho do Acre (BR 364) e à Guajará Mirim, fronteira com a Bolívia. (BR 425).

O Departamento Nacional de Infraestrutura Terrestre-DNIT e a Polícia Rodoviária Federal-PRF, bloquearam a BR 364 por questões de segurança, devido à profundidade da lâmina d’água e deterioração da estrada na altura do Km 871, próximo a Mutum Paraná. Já ocorreram problemas com três caminhões que atolaram, além do risco dos veículos tombarem nesse trecho.

Máquinas do DNIT trabalham para liberar o tráfego no local no mais curto espaço de tempo possível, de modo a minimizar a possibilidade de desabastecimento do estado do Acre.

 

Fonte: Rondoniaovivo

1 Comentários

Comentar Notícia

  • Romilda de Lourdes Clemente 06/03/2014 - Porto Velho/RO

    Em ano político, o Estado de Rondônia tem sua capital invadida por água, e em especial, falo da travessia do Rio Madeira sentido Humaitá/AM. Sou moradora do PA Joana D'arc e estou indignada com essa situação. Estou tratando de doença da minha filha de 08 anos, depois de ter que ir pra a justiça para conseguir um atendimento, chego para atravessar, e a quase um mês só tem aterro em cima de aterro. Vim de carona pois não temos ônibus - já que a Rondonorte retirou-os da Linha devido ao acesso da Br 319 - para transportar a população q só vem em Porto Velho por extrema necessidade. Essa é minha revolta!!! Onde está os bueiros ou pontes móvel, já que até uma bala que compramos pagamos imposto. Quando chega na dias da campanha os "bonitos" vão pedir votos nem que seja nadando. E a estrada do PA que já que era pra estar arrumada, mais uma vez só está no papel, a escola está preparada para receber os alunos dia 10/03/14, mas as estradas até agora não foram arrumadas. E por incrível que pareça nem tem tanta chuva por lá. Dá para trabalhar, só basta querer e ter coragem de atravessar na 319 ou quem sabe assim não aparece um bueiro para aágua passar e parar com tanto aterro, já que a "PRESIDENTA" precisa da ponte pra ganhar votos de novo. E com certeza ainda tem quem vote!!!

Últimas Notícias

19:06

Choque entre motos deixa homem seriamente ferido

17:58

Guerra Fria é transportada pelo marketing do governo para o Brasil

17:49

Pequenos empreendedores buscam informações no Simpi

17:50

PRF inicia esquema especial nas rodovias para a semana santa

17:50

Secretaria de Educação busca novas parcerias com a Fiero

17:35

Diário Oficial do TCE Nº 884 (01/04/2015)

17:33

Prefeitura decreta ponto facultativo na quinta-feira santa

17:24

Prefeitura e CEPLAC garante retomada da produção do cacau

17:17

Motoqueiro morre após ultrapassagem irregular

16:41

PROMOÇÃO – Sorteio de dez ingressos para show do Tizil, do 'Nas Garras da Patrulha' - VÍDEO

16:25

Via Brusk: o bom gosto da moda

16:10

Barracão e caminhão são consumidos pelas chamas na madrugada

16:00

Prefeito não faz corte de gastos e envia novo projeto

15:56

MP acompanha investigações contra fraudes no DPVAT

15:45

Produtores rurais participam de palestra ambiental

15:36

Caminhão invade preferencial e colide com motocicleta

15:10

Motorista foge após colisão entre carros

14:55

Liberado o recurso de Videochamadas no WhatsApp

14:42

Homem ateia fogo no próprio corpo no terminal rodoviário de Porto Velho

14:43

MP acompanha trabalhos de limpeza de área poluída por lixo

14:17

No feriadão músicos e bandas agitam o novo boteco

Veja Mais

Publicidades