close
logorovivo2

Foragido que teria torturado casal japonês e sobrevivido após tiro na cabeça é preso pelo GIC enquanto jogava dominó

Foragido que tería tortura casal de japonês e sobrevivido após tiro cabeça é preso pelo GIC enquanto jogava domino

DA REDAÇÃO

16 de Fevereiro de 2010 às 14:29

Foragido que teria torturado casal japonês e sobrevivido após tiro na cabeça é preso pelo GIC enquanto jogava dominó

FOTO: (Divulgação)

Renato Avelino da Silva (28) foi preso no início desta manhã por policias do GIC (Grupo de Investigações e Capturas) enquanto jogava dominó com membros de sua família em uma residência localizada na Rua Amélio Farias, bairro Tancredo Neves zona Leste da cidade.
 
Os agentes chegaram até o local após intensas investigações sobre o paradeiro de Renato, que é tido como um elemento de muita frieza e também muito agressivo. O mesmo tem em seu desfavor um mandado de prisão com quase 10 anos de cadeia para cumprir em regime fechado, já que teria fugido da colônia agrícola penal após ter recebido um benefício onde tinha liberdade para sair e trabalhar.
 
Renato estaria condenado por ter participado de um crime de roubo praticado a um casal de orientais que residiam na colônia do japonês, onde ele teria torturado gravemente as duas vitimas e na seqüência roubado e fugido com vários objetos de valor do casal. Em outra oportunidade o mesmo também tinha assaltado um comercio na zona Leste onde pegou uma criança filha do comerciante como refém, e em uma troca de tiros com uma das vitimas, o mesmo foi atingido na cabeça onde perdeu muito sangue e massa encefálica e quase morreu. Após cumprir dois anos de cadeia, Renato estava foragido e atuando como vendedor de substancia entorpecentes conforme foi levantado pelos agentes.
 
Na residência um jovem de 23 anos identificado como Romário Avelino da Silva, irmão de Renato foi preso por acusar os agentes de roubarem do conduzido a quantia de R$ 7,00(sete reais),ao ver que seu irmão seria preso, disse que o conduzido não devia nada a Justiça e gritou bem alto “Vocês vão arrochar o dinheiro do meu irmão”,diante da injusta acusação, Romário e Renato receberam voz de prisão e foram detidos na Central de Policia onde guardam as medidas que a lei determinara conforme os relatos prestado pelos agentes.

 

ROMÁRIO (listrado) e RENATO (camisa preta)

 
 
*Aos leitores, ler com atenção*

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS