close
logorovivo2

“BIN LADEN” - Suspeito de aterrorizar sitiantes na região de União Bandeirante é preso com arma e Bíblia

Amarildo Soares de Sousa, 44, foi preso e apreendido com ele, um revólver calibre 38, com sete munições intactas e uma deflagrada, uma Bíblia que o acusado estava lendo no momento da prisão.

DA REDAÇÃO

24 de Fevereiro de 2010 às 11:40

“BIN LADEN” - Suspeito de aterrorizar sitiantes na região de  União Bandeirante é preso com arma e Bíblia

FOTO: (Divulgação)

Sitiantes moradores da linha do Pavão, Km 7, em Jacy paraná, Rondônia,  se dirigiram ao 4ª DP – Delegacia de Polícia  em Porto Velho para pedir segurança, pois segundo eles, possuem o cadastro de posse de lotes no local,  emitido pelo INCRA, mas estão sendo ameaçados de morte por pessoas armadas a mando de grandes proprietários de terras para que deixem a área. Pelo menos é o que narra a ocorrência 4109-2009.

 

Por determinação do secretário adjunto da Segurança Pública do Estado, delegado Hazael Martins, o delegado Jeremias Mendes, do GIC – Grupo de Investigações e Capturas e sua equipe esteve na BR 364, Linha do Pavão, já em União Bandeirantes, Rondônia, ontem, 23, e prendeu Amarildo Soares de Sousa, 44, apreendendo  com ele, um revólver calibre 38, com sete munições intactas e uma deflagrada, uma Bíblia que o acusado estava lendo no momento da prisão e objetos, como chaves, caderno com anotações  diversas e um coldre de arma de fogo.

 

Quando os policiais chegaram na casa de Amarildo, ele estava deitado em uma rede. Em uma das mãos a Biblia, aberta no salmo 14 e o revólver ao seu lado. Disse ele que trabalha para um tal de doutor que mora na cidade. Em virtude de estar armado, foi preso por porte de arma. Em um dos cadernos apreendidos estavam anotações sobre retirada de madeira da propriedade, levando a crer, segundo a Polícia,  que tal movimentação seja a extração ilegal por parte do proprietário. O acusado disse ter um caminhão toreiro e fica alí anotando a condução de madeiras extraídas da área.

 

O GIC também  foi informado de que o Amarildo juntamente com mais tres pessoas que atendem pelos prenomes de Mariano, Ivo e Caveira,  que trabalham como batedores de picadas e vigias de fazenda  usam  revólveres e escopeta e manda os moradores abandornarem o local, pois se insistirem em ficar “ poderá ser pior para eles”. 

*Aos leitores, ler com atenção*

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS