close
logorovivo2

MANIFESTAÇÃO – Policiais fecham entrada do palácio do governo, COE é acionado para proteger o local

MANIFESTAÇÃO – Policiais fecham entrada do palácio do governo, COE já está no local

DA REDAÇÃO

18 de Abril de 2011 às 15:34

MANIFESTAÇÃO – Policiais fecham entrada do palácio do governo, COE é acionado para proteger o local

FOTO: (Divulgação)

Um grupo de mais de 300 policiais militares de todos os batalhões da capital estão reunidos desde o inicio da manhã desta segunda-feira (18) em frente ao Palácio Getulio Vargas, sede do governo do estado de Rondônia.

Segundo o líder do movimento e presidente da ASSFAPOM (Associação dos Familiares e Praças da Polícia Militar do Estado de Rondônia), Jesuino Boabaid, os policiais reivindicam a melhoria nos salários e aprovação do governador com relação ao projeto apresentado pela associação de promoção de praças da Polícia Militar.
“Conversamos pela manhã com o assessor especial do Governador, Mario Jorge, que nos garantiu que até o final da tarde teríamos uma audiência com Confúcio Moura, para definirmos de vez nossa situação”, afirmou Jesuino Boabaid, que ainda alertou que caso as solicitações dos policiais não sejam atendidas o risco de uma greve é iminente.
Por volta das 12h00 de hoje, segunda-feira (18), a assessoria do governador confirmou a reunião do chefe do estado com as lideranças da ASSFAPOM, porém, por volta das 15h00 o policiais foram informados que o governador não iria receber os lideres do movimento, a alegação de Confúcio Moura, foi a de que ainda não recebeu o relatório da PGE (Procuradoria Geral do Estado) para poder fazer uma melhor análise das reivindicações dos policiais militares.

Após a negativa da reunião com o governador o clima no local ficou tenso, os lideres do movimento afirmaram que o governador tem o prazo de 72 horas para se reunir com a categoria, porém ainda afirmaram se até o final do dia não tiverem nenhuma perspectiva sobre o atendimento das reivindicações, os batalhões podem parar ainda hoje.

O COE (Comando de Operações especiais) já está presente no local para garantir a segurança do Palácio do Governo.

Até o fechamento dessa matéria, nenhuma definição entre o governador e policiais havia sido concretizada.
 
*Aos leitores, ler com atenção*

Este site acompanha casos policiais. Todos os conduzidos são tratados como suspeitos e é presumida sua inocência até que se prove o contrário. Recomenda-se ao leitor critério ao analisar as reportagens.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS