close

Reflexão oportuna

POR VALDEMIR CALDAS

4 de Dezembro de 2019 às 09:01

Aproximam-se as festas de fim de ano. Carnaval e passagem de ano geralmente são períodos marcados pelo crescente índice de violência. Isso porque o clima de euforia conduz a certas práticas agressivas, sobretudo associadas ao aumento de consumo de bebidas alcoólicas. As festas nos salões e o frenético trânsito de veículos contribuem para aumentar o grau de risco a que estão sujeitas as pessoas, que parecem extravasar neste período as mágoas e os ressentimentos acumulados durante o ano.

 

Chama a atenção, ainda, à súbita alteração no comportamento de pessoas que, durante o ano inteiro, ignoram (ou fingem fazê-lo) as reais condições em que sobrevive a maioria de seus irmãos, e deixam-se seduzir pela mais desenfreada exploração, exatamente a que constrói uma sociedade marcada pelas desigualdades e a violência decorrente. Mas, há, também, os que aproveitam esse período para praticar a solidariedade, ausente por todas as demais semanas do ano.

 

Enquanto não nos convencermos de que nossa paz é função direta da satisfação das necessidades dos mais pobres; enquanto não nos considerarmos um pouco responsáveis pelo aparecimento cada vez mais crescente de novos contingentes de miserabilidades; enquanto, enfim, nos contentarmos em olhar para nossos próprios umbigos, dificilmente seremos dignos do respeito de nossos concidadãos.  

MAIS COLUNAS

Valdemir Caldas

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS