close
logorovivo2

Camurça diz que vai estimular a integração lavoura-pecuária em seu governo

Camurça diz que vai estimular a integração lavoura-pecuária em seu governo

DA REDAÇÃO

23 de Setembro de 2007 às 11:01

Camurça diz que vai estimular a integração lavoura-pecuária em seu governo

FOTO: (Divulgação)

*“A adoção de técnicas que integram a agricultura e a pecuária pode fazer importante diferença na cadeia produtiva do setor primário rondoniense”, afirma o candidato ao governo estadual pela coligação “Juntos por Rondônia”, Carlinhos Camurça (PSB-40). Para ele, a integração Lavoura-Pecuária vai estimular a produção em áreas degradadas, como capoeiras e pastagens em mau estado, diminuindo a necessidade de novos desmatamentos em várias áreas, contribuindo, assim, tanto na preservação ambiental quanto no aumento da produção. *Um Comitê Nacional, formado por órgãos públicos e instituições privadas, já está desenvolvendo projetos nessa área que serão implementados com o apoio da Embrapa, Ministério da Agricultura e Companhia de Promoção Agrícola. Segundo o Ministério da Agricultura o Brasil possui 40 milhões de hectares de pastagens degradadas que podem ser utilizadas na produção de grãos. *Segundo a revista Globo Rural, em sua edição de agosto-2006, essa modalidade agrícola além de contribuir para a preservação de matas e florestas, também aumenta a renda do produtor. Através da rotação de lavouras – sobretudo a soja, mas também outros grãos – com forrageiras adubadas, utilizando técnicas de plantio direto e de gado de boa genética, é possível elevar sensivelmente os ganhos da propriedade através do aumento da produtividade agrícola e da obtenção de produtos animais de qualidade. *O Ministério da Agricultura afirma que o BNDES já garantiu R$ 200 milhões para projetos nessa área, com limite de até R$ 300 mil por produtor, com taxas de juros de 8,75% ao ano. O Fundo Constitucional do Centro-Oeste (FCO) também já garantiu recursos e o Banco da Amazônia e do Nordeste já estão em conversações com a Comissão Nacional para ampliar a oferta de recursos de financiamentos, cita a mesma fonte. *“Ao assumirmos o governo estadual, efetuaremos gestões políticas junto ao Basa para que todos os produtores rondonienses interessados possam dispor de linhas de crédito para investimentos, e colocaremos técnicos da Emater à disposição para orientá-los na elaboração dos projetos”, afirma Camurça.

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS