close
logorovivo2

Cahulla assegura continuidade de Governo equilibrado para Rondônia avançar mais

Durante debate na TV Rondônia, afiliada da Rede Globo, na noite desta terça-feira (28), o candidato a governador João Cahulla assegurou a continuidade de uma administração equilibrada e responsável para que Rondônia continue no caminho do desenvolvimento

DA REDAÇÃO

29 de Setembro de 2010 às 01:10

Cahulla assegura continuidade de Governo equilibrado para Rondônia avançar mais

FOTO: (Divulgação)

 
Durante debate na TV Rondônia, afiliada da Rede Globo, na noite desta terça-feira (28), o candidato a governador João Cahulla assegurou a continuidade de uma administração equilibrada e responsável para que Rondônia continue no caminho do desenvolvimento para avançar mais. “Não podemos voltar ao passado sombrio e de indefinição. Por isso, Rondônia sabe que as melhores propostas e os compromissos viáveis estão sendo apresentados por nossa candidatura, com equilíbrio e responsabilidade, respeitando a população”, declarou Cahulla ao final do último debate televisivo antes do primeiro turno.
 
Questionado sobre a paralisação das obras de tratamento de água da capital, o candidato esclareceu que falta boa vontade ao Ministério das Cidades. “Com base numa acusação política de um vereador da capital, adversário nosso, as obras estão paradas. O Governo do Estado sabe contratar, sabe licitar e sabe fazer. Nós sabemos e faremos os ajustes necessários para que as obras sejam retomadas. Não temos nenhuma obra parada e a Caixa Econômica também é e gestora e vamos resolver logo isso”, disse ele, acrescentando que o mesmo vereador não se posicionou sobre a paralisação na construção das populares e dos viadutos da capital.
 
Sobre a saúde, Cahulla informou que a atenção básica cabe aos municípios. “Assumimos um Estado com 380 médicos e hoje temos 890. Na capital, quero ampliar o atendimento, fazendo um pronto-socorro na Zona Leste com 150 leitos, em parceria com a prefeitura da capital. Também vamos colocar em pleno funcionamento o Hospital Regional de Cacoal, que cumprimos a nossa parte, fazendo a obra civil, mas a União não cumpriu a sua, de repassar os recursos para a compra dos equipamentos”, declarou.
 
Sobre a valorização dos servidores estaduais, Cahulla assegurou que nos últimos anos todas as categorias foram tratadas com respeito e que o seu futuro mandato dará continuidade à política de valorização e melhoria salarial. Ele rebateu as acusações do candidato do PMDB, que insinuou que o Estado deu aumento aos servidores abaixo do índice da inflação. “Os nossos servidores receberam aumento e Plano de Cargos e Salários. Lá em Ariquemes, onde o senhor foi prefeito, o salário do professor é a metade do pago pelo Estado. Somente no Estado o senhor será capaz de fazer melhoria salarial?
 
Pagamos em dia, recontratamos mais de 10 mil servidores e tudo o que for economizado com a transposição será revertido em aumento aos servidores”, afirmou.
 
Cahulla questionou o candidato do PSDB sobre o papel de seu candidato a vice-governador, num eventual Governo da dupla. “A população precisa está atenta e saber que o Miguel de Souza era vice do Bianco, que demitiu mais de 10 mil servidores e ele não fez nada para impedir. Na Secretaria de Agricultura, foi um desastre, se limitando a fazer um trabalho somente na capital. É por isso que não podemos deixar o Estado cair em mãos erradas”, observou.
 
O candidato reafirmou que vai investir no setor produtivo, com ampliação dos programas da Emater e outros benefícios aos produtores. “Vou trabalhar com o produtor para dobrar a nossa produção agrícola”, garantiu.
 

MAIS NOTÍCIAS

PRIMEIRA PÁGINA
RONDONIAOVIVO TV
DESTAQUES EMPRESARIAIS
PUBLICAÇÕES LEGAIS
COLUNAS