Os 11 comportamentos mais insuportáveis do Facebook - Rondoniaovivo.com - NOVO TELEFONE: (69) 3229-8673 Os 11 comportamentos mais insuportáveis do Facebook

Anterior

Dupla de RO fica em 3º lugar no Circuito de Vôlei de Praia

05/08/2013

Anterior

Próxima

Por pirâmide, dono da Priples e esposa são presos em casa

05/08/2013

Próxima

Rondônia ,

Os 11 comportamentos mais insuportáveis do Facebook

Segunda-Feira, 05 de Agosto de 2013 / 10:04

Você se loga no Facebook e pronto: lá está aquele amigo postando intermináveis mensagens de autoajuda ou outro que só sabe falar mal do time alheio. Mas… e se quem faz isso é você? Este tipo de comportamento pode incomodar muita gente. “Quem está nas redes tem que ser um ator social: trazer informação, mostrar dados bacanas e dar opinião sobre temas em alta”, diz Nino Carvalho, consultor em estratégias digitais e professor da Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Apesar de ser um espaço democrático, no qual cada um pode postar o que quiser e dar pitacos sobre os mais variados assuntos, o Facebook mantém tudo que for postado em seu perfil. Portanto, é preciso ter cuidado para não ofender ninguém, nem queimar o próprio filme no mercado de trabalho. “Muitas empresas definem o candidato para uma vaga a partir do que ele coloca nas redes sociais. Por isso, evite postar coisas que possam prejudicar você”, alerta Gil Giardelli, professor de Marketing Digital da FIA-USP e ESPM e autor do livro “Você é o que Você Compartilha” (Gente, 2012).

Respeitar a opinião de outro, posicionar-se com educação e gentileza sobre temas polêmicos, não lavar “roupa suja” em público e não ser repetitivo em um determinado assunto são dicas valiosas para passar longe dos comportamentos mais insuportáveis no Facebook. Veja quais são os 11 papéis mais irritantes da rede e não faça papelão.

1. O rei das correntes

Cuidado ao compartilhar correntes, mensagens de humor e autoajuda. A repetição excessiva pode fazer com que você seja tachado de chato e acabe até bloqueado. “O Facebook é um espaço público, mas não seja ‘samba de uma nota só’. É bacana variar os temas”, comenta a consultora de etiqueta Célia Leão. Atenção também ao postar denúncias contra maus tratos de animais e fotos de pessoas desaparecidas. Tente confirmar a informação antes de sair repassando tudo o que vê.

2. O jogador viciado

Disparar requisições de aplicativos para todo mundo indiscriminadamente também pode irritar os amigos – especialmente convites de jogos. Se convidou a pessoa uma vez e ela não se pronunciou, retire-a da sua lista de pedidos. Também fique atento aos convites automáticos. “Muitas vezes, o que acontece é que você concorda com uma configuração do jogo e o sistema começa a enviar convites a todos. Mas isso pode ser cancelado em personalizações. Não precisa bloquear o amigo por causa disso”, explica o professor Gil Giardelli.

3. O lavador de “roupa suja”

Todo mundo tem dias difíceis e problemas a serem resolvidos, mas usar a rede social para se lamentar sobre o trabalho, fazer desabafo a respeito do vizinho ou dar indiretas ao marido que anda pisando na bola não são atitudes legais. “Não pode lavar a ‘roupa suja’ com namorado, pais, amigos e chefe em público. Vale lembrar que lá tudo está sendo compartilhado e vigiado”, diz Gil Giardelli. As indiretas ainda podem ter um efeito pior. Você pode mandar um “recado” para o João e atingir o Pedro. Portanto, se quer dar bronca ou cobrar alguém, faça isso por mensagem privada.

4. O sem assunto

“Agora é tomar um banho e cama”. Dizer cada passo que se dá ao longo do dia pode cansar os amigos e demonstrar falta de “conteúdo”. Portanto, relate momentos realmente importantes e evite banalidades cotidianas. “Para quem não tem o que dizer, é melhor não dizer nada. Assim, corre-se menos riscos de falar bobagem ou parecer exibicionista”, alerta a consulta de etiqueta Célia Leão.

5. O queima filme (dos amigos)

Marcar os amigos em fotos impróprias – passando mal pós-balada ou mostrando a saia curtinha da colega de trabalho – pode causar estragos sérios. “É muito ruim sair marcando zillhares de pessoas em uma mensagem qualquer, só para ter visibilidade ou chamar a atenção de alguém com quem se quer relacionar”, diz o professor Nino Carvalho. Quando for citar alguém em uma foto, o ideal é pedir autorização antes de publicar. Muitas vezes, a pessoa não quer se expor.

6. O torcedor fanático

Postar mensagens ofensivas ou fotos provocativas para torcedores de outros times pode causar até a perda de amizades. O mesmo vale para posts de cunho político ou religioso. “Tem de se tomar cuidado com este tipo de mensagem porque você não vê o sentimento da pessoa do outro lado da rede social”, afirma Gil Giardelli. Quando for dar opiniões, defenda seu ponto de vista de maneira educada, sem agredir os que pensam diferente de você.

7. O dois em um

Ter perfil de casal pode parecer fofo e demonstrar todo o carinho que o par tem um com o outro, mas o problema é que a conta compartilhada pode confundir os amigos. Eles dificilmente saberão qual dos dois está postando ou quem está online para receber uma mensagem particular. “Perfil de casal também dá a impressão de que os indivíduos não têm vida própria”, comenta Célia Leão.

8. O gerador de curiosidade

Postar mensagens do tipo “Sonho realizado!” ou “Noite mais horrível da minha vida…” sem dizer o que é pode deixar todo mundo preocupado ou simplesmente curioso. “Se começou a contar, conte tudo. Se não quiser contar para todo mundo, é melhor não postar nada”, indica a consultora Célia Leão. Evite provocar os amigos com mensagens dúbias ou que não dizem nada.

9. O “viajado”

É natural querer dividir momentos bacanas de uma viagem com os amigos, mas postar fotos a cada cinco minutos pode se tornar cansativo para os seguidores ou, ainda, parecer que a pessoa está mais preocupada em registrar onde está do que curtindo o passeio. “É preciso saber dosar”, aconselha Nino Carvalho.

10. O glutão com filtro

 

Postar imagens de comida o tempo todo pode cansar os amigos – e ainda deixá-los com uma baita fome. O importante é saber controlar a frequência deste tipo de post para não se tornar monotemático. Sabendo variar, “não tem problema comentar o que comeu no café da manhã”, diz Nino.

11. O anti Facebook

Se você não suporta a repetição constante de um dos padrões acima, não fique reclamando: quem ama, bloqueia. Seu amigo não vai ficar sabendo que foi bloqueado e vocês podem continuar mantendo uma pacífica convivência real, desde que as fotos de cachorrinhos mortos que ele compartilha parem de aparecer na sua timeline. Para fazer isso, entre em Configurações e siga as instruções do próprio Facebook.

Fonte: Painel Político

0 Comentários Comentar Notícia

Últimas Notícias

Veja Mais

Publicidades